Volume total global de malware cresceu 11% no último ano, aponta relatório

Relatório ainda aponta que os números globais de ransomware tiveram quedas de 36%. Ainda assim, durante os meses do verão e do segundo semestre houve um pico de +37% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Compartilhar:

A SonicWall publicou o Relatório Anual de Ameaças Cibernéticas 2024. O estudo expõe todos os tipos de comportamentos e tendências cibernéticos de criminosos digitais – é uma informação crítica para parceiros SonicWall dedicados a desenvolver soluções orientadas a dados e a proteger os ambientes de seus clientes. 2023 foi um ano de ameaças digitais voláteis, adaptáveis e criativas. Os cibercriminosos continuam implacáveis em seus ataques, obrigando as organizações a buscar uma nova camada de defesa.

 

As organizações estão cada vez mais recorrendo a Managed Service Providers (MSPs) para aliviar a pressão sobre seus departamentos de TI. Os serviços gerenciados surgiram como uma solução inovadora, que proporciona uma camada humana adicional de defesa para as organizações, contemplando a fadiga causada por alertas e liberando recursos e tempo para funções estratégicas.

 

“O Relatório de Ameaças 2024 da SonicWall revela que o panorama das ameaças continua crescendo em termos de complexidade e profundidade, com os cibercriminosos adotando continuamente novas táticas e plataformas” – disse o presidente e CEO da SonicWall, Bob VanKirk. “Ficou claro que a segurança convencional das redes não é suficiente. Os profissionais de segurança precisam de assistência para enfrentar o desgastante volume de ataques cibernéticos e proteger a organização desde o endpoint até a nuvem. Vale destacar que, à medida que a nuvem se torna uma realidade obrigatória para as empresas, os MSPs contribuem cada vez mais para elevar o nível da postura de segurança de seus clientes”.

 

Os números globais de intrusões aumentaram, totalizando quase 1 bilhão de novas tentativas, em comparação ao mesmo período no ano passado. O volume global de cryptojacking aumentou 659% e as ameaças criptografadas deram um salto de 117%, com os autores das ameaças optando por meios mais furtivos e menos arriscados de exercer suas atividades maliciosas. Os dados mostram a obstinação e a evolução das ameaças cibernéticas, realçando a necessidade das empresas de adaptarem continuamente suas estratégias de segurança. Isso serve como um chamado para as organizações seguirem a tendência de contratar MSPs para identificar e reparar as ameaças rapidamente.

 

América Latina apresenta quadro diferente do global

 

  • Volume total de cryptojacking avançou +116%;
  • As tentativas de intrusão aumentaram +9%;
  • Índice de ataques de ransomware baixou para -52%;
  • A exploração de IoTs avançou +21%;
  • Volume de malware cresceu +30%.

 

Juan Alejandro Aguirre, diretor de soluções de engenharia para a América Latina, considera que índices como estes confirmam que o cenário de ameaças está se tornando mais complexo a cada dia. Os cibercriminosos continuam a evoluir suas táticas, aproveitando todas as ferramentas disponíveis para atingir seus objetivos. “É neste contexto que a SonicWall segue divulgando seu Relatório de Ameaças Cibernéticas. Trata-se de uma inteligência de ameaças acionável, que destaca a importância do desenvolvimento de capacidades sofisticadas de detecção e resposta. Este novo paradigma apresenta uma oportunidade para os canais de segurança cibernética transferirem essas capacidades de detecção e resposta de forma gerenciada, por meio de uma plataforma que atenda as demandas de seus clientes finais. Com as novas aquisições da Sonicwall adicionadas ao portfólio, podemos acompanhar a jornada de nossos aliados de negócios, desde fornecedores de segurança cibernética até consultores de confiança. A meta é facilitar que os parceiros SonicWall gerem valor para os negócios de seus clientes finais.

 

Vetores de ataque evoluídos e diversificados

 

“Quando o assunto é a proteção de seus bens mais importantes, as organizações devem se manter alertas e implementar medidas de cibersegurança proativas, com foco nas ameaças realmente importantes” – disse o Vice Presidente Executivo de Managed Security Services da SonicWall, Michael Crean. “As organizações atuais demandam uma abordagem integrada para proteção contra ameaças, de ponta a ponta. É neste contexto que entram em cena MSPs que ajudam seus clientes a navegar pelo panorama de cibersegurança com confiança e resiliência, dando a eles uma expressiva vantagem competitiva”.

 

Os criminosos cibernéticos e as nações-estado estão adaptando seus recursos para obter acesso à infraestrutura crítica. Isso torna o panorama das ameaças ainda mais complexo, forçando as organizações a reconsiderarem suas necessidades em termos de segurança. No segundo semestre de 2023, houve um bombardeio de atividades de ransomware (+27%). Uma variedade de outros ataques revelou tendência ao crescimento no ano, incluindo a exploração de IoTs (+15%), as tentativas de intrusão (+20%) e as ameaças criptografadas (+117%).

 

De pequenas a grandes empresas – O surto continua

 

Embora o ransomware continue sendo uma ameaça, pesquisadores de ameaças do SonicWall Capture Labs esperam um conjunto de ações criminosas mais amplo em 2024, especificamente direcionado a PMEs, governos e empresas de grande porte. Os sensores da SonicWall identificam e bloqueiam mais de 19.000 ameaças diferentes todos os dias.

 

O Relatório de Ameaças Cibernéticas 2024 da SonicWall fornece perspectivas sobre uma série de ameaças, incluindo:

 

  • Malware – O volume total global de malware aumentou 11% em 2023, com a América Latina e os EUA apresentando os maiores saltos – +30% e +15%, respectivamente. Surpreendentemente, na Europa houve uma redução (-2%), com o Reino Unido apresentando a queda mais íngreme (-28%).
  • Ransomware – Os números globais de ransomware tiveram quedas de -36% no ano. Ainda assim, durante os meses do verão e do segundo semestre houve um pico de +37% em comparação ao mesmo período do ano anterior.
  • Exploração de IoTs O volume global aumentou 15%. Com os dispositivos conectados continuando a se multiplicar rapidamente, as pessoas mal-intencionadas enxergam os pontos fracos de entrada como potenciais vetores de ataque nas organizações.
  • Ameaças criptografadas – Outro tipo de ameaça, mais furtivo, adotado por pessoas mal-intencionadas no ano passado, foram as ameaças criptografadas, que aumentaram +117% em todo o mundo.

 

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

ANPD volta a defender protagonismo na regulamentação da IA

Em evento organizado pela PUC-Rio, a diretora Miriam Wimmer lembrou que a Lei Geral de Proteção de Dados atribui à...
Security Report | Overview

MPF do Brasil participa de curso internacional sobre combate à Cibercriminalidade

Treinamento teve como objetivo proporcionar novas competências práticas na investigação de crimes cometidos pela internet...
Security Report | Overview

Dark Web: ambiente profundo é o Pré-Sal do Cibercrime de dados?

Da mesma forma que a reserva petrolífera na costa brasileira se tornou essencial à economia de combustíveis fósseis do país,...
Security Report | Overview

42% dos consumidores tiveram contato com ciberataques em mobile

A pesquisa da Appdome ressalta que tanto os próprios usuários quanto pessoas próximas a eles entraram no radar do Cibercrime....