Empresas anunciam aliança para governança e proteção de dados

Integração entre Varonis e Boldon James aprimora a proteção das informações de negócios a partir de metadados e classificação de dados contra as ameaças internas e externas, incluindo atendimento à GDPR e Lei de Proteção de Dados no Brasil

Compartilhar:

A Boldon James e a Varonis anunciam um acordo para a integração da suíte Boldon James Classifier com a plataforma Varonis Metadata Framework. O acordo é global e tem validade no mercado brasileiro, onde as empresas possuem forte presença por meio de uma rede de parceiros locais.

 

A integração aprimora a proteção das informações de negócios a partir de metadados e classificação de dados contra as ameaças internas e externas, incluindo atendimento à GDPR e Lei de Proteção de Dados no Brasil, que demandam melhor governança das informações e é vital para o equilíbrio entre a proteção, a privacidade e produtividade.

 

A partir da classificação de dados na plataforma Varonis Metadata Framework, que utiliza metadados para gerenciar, analisar e proteger dados corporativos, detectando e alertando sobre desvios de informações por meio de análise comportamental e automatização de processos de proteção, possibilitando a identificação e mitigação da exposição de dados confidenciais aos riscos.

 

Com a combinação entre as plataformas, as organizações de todos os segmentos podem eliminar o risco comercial das informações sensíveis em mãos erradas, ao mesmo tempo em que aprimoram a tomada de decisões e aumentam a eficácia da proteção e recuperação de dados. Também terão maior capacidade de compreender o valor da proteção dos dados confidenciais e da conscientização do usuário, peça chave no processo de aculturação da proteção dos dados, alcançando o máximo valor em seus grandes volumes de arquivos, e-mails e outros dados confidenciais.

 

“Estamos fortalecendo a nossa presença no Brasil por meio de parcerias fortes e com fornecedores de tecnologias avançadas para a proteção de dados, como é o caso da Varonis”, comenta Jaime Muñoz, diretor para América Latina da Boldon James. “Esta integração entre as soluções de ambas as empresas traz grandes benefícios para as companhias que necessitam se fortalecer contra o acesso não autorizado às informações que transitam por e-mail e arquivos na rede corporativa e fora dela. Estamos certos que esta parceria garantirá alto valor aos nossos clientes a partir da oferta de uma solução combinada e de grande capacidade tecnológica capaz de atender às demandas de proteção das informações de negócios partir da classificação de dados”, enfatiza.

 

Carlos Rodrigues, VP LATAM da Varonis, destaca que o entendimento da importância da classificação de dados está aumentando nas organizações, justamente porque elas enfrentam, cada vez mais, grandes desafios para conseguirem proteger seus dados. “A integração entre as tecnologias Boldon James e Varonis impulsiona a qualidade da governança de dados operacionais, facilitando a proteção de seus dados mais valiosos e sensíveis – especialmente contra as ameaças internas, que cada vez mais são causadas pelo acesso de invasores às contas dos funcionários por meio de phishing e ransomware sofisticados. Ao conectar a classificação às nossas soluções permitiremos que as organizações compreendam, de fato, o que há de valor em todos esses arquivos e e-mails e para que a informação possa ser protegida de maneira correta”, afirma o executivo.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

CTIR Gov orienta governo a monitorar sistemas de proteção após Apagão Cibernético

Com a identificação do incidente que colheu a plataforma Falcon, da CrowdStrike, e da Microsoft, O órgão de Prevenção a...
Security Report | Overview

Incidentes de TI estão no topo dos riscos para a continuidade dos negócios, aponta pesquisa

1ª Pesquisa Nacional sobre Maturidade em Gestão de Crises e Continuidade de Negócios, apresentada no segundo trimestre deste ano, identifica...
Security Report | Overview

54% das empresas consideram erros humanos um vetor crítico de ciberataques

Estudo da ManageEngine revelou que ameaças externas ainda são a maioria entre os golpes realizados, mas falhas de funcionários preocupam
Security Report | Overview

Apenas 23% das senhas ativas exigem mais de um ano para serem decifradas

Levantamento da Kaspersky analisa 193 milhões de senhas na darknet e indica que 87 milhões delas poderiam ser descobertas em...