Depois de muito esforço, sites da Americanas, Submarino e Shoptime voltam a operar

Companhia informou que os canais de atendimento ao cliente já foram normalizados e irá priorizar os pedidos em aberto durante indisponibilidade do sistema. Os sites do Submarino e Shoptime também voltaram a funcionar de forma gradual após ficarem fora do ar desde o início da semana

Compartilhar:

Nesta quinta-feira (24), a Americanas divulgou um novo comunicado sobre o restabelecimento gradual de seus ambientes de e-commerce, a varejista informou ainda que os canais de atendimento já foram normalizados, após ficarem fora do ar por conta de um ataque cibernético no último final de semana.

 

Vale ressaltar que nesta semana, o Procon-SP notificou a B2W Companhia Digital – responsável pela Americanas.com e Submarino – pedindo explicações sobre problemas que ocorreram nos sites durante o final de semana.

 

Por conta da notificação, a varejista deverá esclarecer quando o problema foi constatado, qual a previsão para sua regularização, quais providências e procedimentos relativos aos protocolos de segurança foram implementados e quais medidas foram tomadas para mitigar possíveis danos decorrentes do ataque noticiado.

 

Também foram solicitadas explicações sobre que tipo de transações e operações foram e ainda estão comprometidas, quais os impactos para o consumidor; se o ataque afetou o banco de dados da empresa.

 

A companhia ainda ressaltou em nota, que para minimizar qualquer prejuízo por conta do incidente, resolveu ampliar sua política de atendimento aos clientes até que todos os pedidos em aberto, deste período, tenham sido concluídos.

 

União da SI chama atenção 

 

Assim como no caso do ataque cibernético à Lojas Renner, ocorrido em agosto de 2021, a comunidade de Segurança da Informação e TI também se solidariza à Americanas, despertando até, mesmo nos concorrentes, um espírito de união. Em post no LinkedIn, a Lojas Riachuelo enfatiza que “não é a primeira vez que grandes players do varejo brasileiro sofrem ataques virtuais.”

 

O post reforça que a Riachuelo acredita em um varejo justo, com espaço e oportunidades para todos. “E justamente esse espaço com diversas empresas é que torna o varejo brasileiro um dos setores que mais emprega e gera oportunidades de Norte a Sul do país. Torcemos pela rápida recuperação da Americanas S.A”, diz a nota.

 

A Security Report disponibiliza o comunicado completo na íntegra:

 

“Com o restabelecimento gradual dos ambientes de e-commerce, os canais de atendimento da Americanas foram normalizados, depois de ficarem fora do ar devido ao incidente de segurança do qual a companhia foi vítima. Para minimizar qualquer prejuízo ao cliente, a Americanas ampliou sua política de atendimento aos clientes até que todos os pedidos em aberto, deste período, tenham sido concluídos.

 

Entre as mudanças estão horários estendidos de atendimento online e por voz e ampliação dos prazos de troca, de arrependimento de pedidos e de assistência técnica. Todas as condições são válidas tanto para os pedidos vendidos e entregues pelas marcas da Americanas S.A. (Americanas, Submarino, Shoptime e Soub!), quanto para os de parceiros conectados na plataforma de e-commerce.

 

Além disso, os clientes que não receberam confirmação de pedidos e que não entrarem em contato com os canais de atendimento também serão contatados diretamente pela companhia. A Americanas está esclarecendo todas as dúvidas nos canais Minha Conta nos sites e aplicativos, e nos telefones 4003-4848 (Americanas), 4003-9898 (Shoptime), 4003-5544 (Submarino), das 8h às 20h, de segunda-feira a sábado, e no domingo, de 8h às 14h.

 

Veja todas as medidas adotadas no atendimento ao cliente:

 

• Canais de atendimento por voz e por chat, que funcionam de segunda a sexta- feira, de 8h às 20h, serão estendidos também para o sábado no mesmo horário e com complemento no domingo, de 8h às 14h;

 

• Prazo de arrependimento será estendido dos atuais 7 para 15 dias contados da data da entrega dos produtos ao cliente;

 

• Prazo de troca e devolução por defeito de fabricação será estendido dos atuais 30 para 45 dias com a garantia de atendimento, mesmo em caso de negativa do fabricante ou importador;

 

• Prazo de garantia legal será estendido dos atuais 90 dias para 105 dias, mesmo em caso de negativa do fabricante ou importador;

 

• Reclamações por atraso ou ocorrências relacionadas ao fluxo de entrega serão tratadas em prioridade e respondidas em até 2 dias úteis”.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

AT&T comunica acesso indevido aos dados dos clientes

Registros de chamadas telefônicas e mensagens de texto de quase todos os clientes foram baixados ilegalmente. Em nota, a companhia...
Security Report | Destaques

“Transparência é o fator-chave da relação entre SI e empresa”, afirma Gil Vega, CISO da Veeam

O atual líder de Segurança da Informação da vendor falou com exclusividade à Security Report sobre sua trajetória em diversos...
Security Report | Destaques

BRASPRESS retoma funcionamento do site oficial após ataque de ransomware

Incidente que causou a parada de diversos sistemas operacionais da companhia se deu ainda no começo dessa semana, e forçou...
Security Report | Destaques

Problemas técnicos causam perda de dados de 39 mil chaves Pix da 99Pay

Incidente ocorrido entre 26 de junho e 2 de julho desse ano foi revelado pelo próprio Banco Central do Brasil...