[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Vazamento de dados podem ultrapassar R$ 26 mi em 2023

Segundo relatório, o Brasil aparece como um dos países mais atingidos, com potencial para manter a posição em 2023, ao lado dos EUA e Alemanha

Compartilhar:

Nas últimas semanas, diversas empresas sofreram com vazamento de dados como deezer, twitter, paypal, e os custos desses vazamentos devem aumentar ainda mais esse ano. De acordo com o relatório da companhia de segurança digital Acronis, o valor deve chegar a marca de US$ 5 milhões, ou R$ 26,3 milhões em uma conversão direta.

 

No relatório, é possível observar que houve um aumento de 60% na quantidade de vazamento de dados em 2022, sendo que  76% de todos esses golpes são feitos por meio de e-mails. O Brasil aparece como um dos países mais atingidos, com potencial para manter a posição em 2023, ao lado dos EUA e Alemanha.

 

Inclusive, a chegada do ChatGPT, algoritmo baseado em inteligência artificial, despertou o receio de empresas como a Amazon, que proibiu a utilização da tecnologia por seus funcionários devido a possibilidade de vazamentos de dados, ao passo que estes podem colocar em cheque a confidencialidade da propriedade intelectual da empresa. Pensando nisso, Emerson Lima, fundador e CEO da Sauter Digital, citou cinco dicas de como empresas e pessoas físicas podem evitar isso:

 

1) Não clique em links suspeitos – Cuidado com mensagens enviadas por SMS ou e-mail, elas podem parecer promoções incríveis e exclusivas, mas são links falsos criados para te direcionar a um site falso. Além disso, é fundamental ter cuidado ao navegar em um site novo, sempre verifique se possui o cadeado na barra de navegação e se possui o S junto ao HTTP no endereço do site, ainda mais se você for realizar alguma compra online e precisar colocar seus dados.

 

2) Cuidado ao confirmar seus dados – Sempre tenha certeza com quem você está falando, devido a facilidade dos criminosos se passarem por empresas, bancos, até familiares e fazer cobranças falsificadas para utilizar os seus dados.

 

3) Cuidado com os boletos recebidos – Verificar a autenticidade do boleto é essencial, afinal, muitos criminosos se aproveitam do meio de pagamento para enviar boletos falsos. Sempre confira quem irá receber o valor, nome, CNPJ, endereço e outros dados relevantes do documento.

 

4) Ative as verificações em duas etapas – A verificação em duas etapas é uma camada a mais de segurança para você. Essa função está presente em diversos sites, redes sociais e aplicativos, basta ir em configurações e procurar por essa funcionalidade.

 

5) Use senhas fortes – Senhas fortes são aquelas com mais de oito dígitos e que precisam de algarismos, letras e sinais especiais, além de maiúsculas e minúsculas. Não devem ser arquivadas pelos sistema e nem repetidas, a recomendação é substituí-las a cada três meses, no máximo.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

ANPD é formalizada como coordenadora do Sistema Nacional de Inteligência Artificial

Como órgão de coordenação do SIA, a ANPD receberá novas atribuições. Caberá à Autarquia representar o Brasil perante organismos internacionais,...
Security Report | Overview

Nova ameaça do AllaSenha no Brasil faz setor financeiro entrar em alerta

Novo método de ataque, baseado em infecção de scripts Python e uso de plataforma Azure como Comando e Controle tem...
Security Report | Overview

95% das empresas têm problemas de segurança nas APIs, apura novo relatório

Relatório Salt Security State of API destaca ecossistemas de API em rápido crescimento, o aumento da atividade de ataques e...
Security Report | Overview

Laboratório de threat intel detecta roubo de credenciais em quase 800 empresas globais

O grupo Sophos X-Ops, focado em pesquisas no cenário cibercriminoso internacional, detectou uma nova campanha de comprometimento de credenciais válidas...