Apostar em diversidade é uma resposta para o gap de talentos em Cyber?

A AWS organizou, durante os painéis do re:Inforce 2024, um painel de debates com nove líderes mulheres de Cibersegurança ativas na corporação para discutirem a necessidade por mais profissionais de SI. Segundo as debatedoras, embora atrair indivíduos diversos não seja uma bala de prata, a ação é essencial para quebrar velhos tabus e, a longo prazo, tornar a Segurança um local mais amplo e diverso para todos

O que esperar da ocupação feminina no mercado de Cibersegurança em 2024?

Fruto de preconceitos estruturados na sociedade, a falta de mulheres atuando em Tecnologia da Informação também é bastante latente na Cibersegurança. Todavia, o ingresso crescente dessas profissionais pode oferecer um novo conjunto de colaboradores extremamente dedicados e capacitados, capazes de mitigar o gap de mão de obra ainda existente