Sites do Governo de Alagoas são impactados por ação cibercriminosa

De acordo com pronunciamento, a falha de segurança ocorreu no “registro.br”, órgão oficial de domínios nacionais. Nenhum sistema local chegou a ser invadido

Compartilhar:

O Governo do estado de Alagoas é mais uma vítima dos cibercriminosos, poucos horas após o órgão público do Ceará também ter sido afetada. De acordo com informações da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), a falha de Segurança em questão não foi nos sites Alagoanos e sim no “registro.br”, órgão oficial e responsável pelos domínios nacionais.

 

“Os hackers tomaram apenas contas específicas de administradores de endereços de sites governamentais de alguns estados. Nenhum sistema local foi invadido, apenas os direcionamentos dos endereços dos sites foram mudados (DNS)”, explica a nota.

 

A Fapeal informou que já contactou o “registro.br”, em caráter de urgência, para ter sua conta de administrador devolvida e para que os endereços sejam devidamente corrigidos. “Os dados, serviços e conectividade não foram alterados e, juntamente ao correto direcionamento das URLs, já se encontram restaurados na íntegra”, finaliza o comunicado.

 

Mais cedo, o Governo do Ceará informou que foi vítima de um ataque cibernético impactou os sites oficiais na manhã desta segunda-feira (12). Em nota, o órgão cearense comunicou que as autoridades policiais estão investigando a ação criminosa, além disso, as equipes de Tecnologia da Informação seguem trabalhando para que o acesso aos sistemas de serviços à população esteja preservado. Ainda sobre esse caso, os cibercriminosos chegaram e postar algumas frases de apoio golpista, além da contestação aos votos de nordestinos direcionados ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.

 

A Security Report disponibiliza o comunicado completo na íntegra:

 

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), por meio da Assessoria Executiva de Gestão Interna e da Gerência de Tecnologia da Informação, esclarece:

 

O hackeamento que atingiu sites do estado de Alagoas também atingiu sites governamentais de outros estados.

 

A falha de segurança não foi dos sites do Governo de Alagoas e sim do “registro.br”/NIC.br, órgão oficial de registro de domínios nacionais. Os hackers tomaram apenas contas específicas de administradores de endereços de sites governamentais de alguns estados.

 

Nenhum sistema local foi invadido, apenas os direcionamentos dos endereços dos sites foram mudados (DNS). A Fapeal contactou o “registro.br”/NIC.br, em caráter de urgência, para ter sua conta de administrador devolvida e para que os endereços fossem corrigidos.

 

Dados, serviços e conectividade não foram alterados e, juntamente ao correto direcionamento das URLs, já se encontram restaurados na íntegra.” 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

Apagão Cibernético traz lição sobre vulnerabilidade da cadeia global

A crise desencadeada pela falha na atualização do ambiente CrowdStrike mostrou como a hiperdependência de sistemas digitais pode levar a...
Security Report | Destaques

Falha em ambiente CrowdStrike provoca apagão cibernético

Diversas organizações ao redor do mundo, incluindo Linhas Aéreas, Instituições financeiras e varejistas enfrentam uma pane geral em seus sistemas....
Security Report | Destaques

SESC MG aprimora estratégia de segurança cibernética

Em parceria com a Lumu Technologies, a instituição tinha como demanda melhorar as diretrizes de Cibersegurança, superando os desafios de...
Security Report | Destaques

Procon-SP abre investigação sobre vazamento de dados na Netshoes

Devido a um incidente cibernético contra seus sistemas internos, o e-commerce de artigos esportivos alertou o mercado na última quarta-feira...