Security Leaders reúne especialistas e líderes de Segurança em Recife

É amanhã, a partir das 08h30. O congresso vai reunir profissionais locais para debater uma série de desafios e tendências do mercado de Cyber Security. A programação ainda contará com os Keynotes Domingos Moraes, da Eletrobras Chesf, que irá aprofundar em sua palestra a superação dos desafios no gerenciamento de risco cibernético junto aos fornecedores e parceiros. Além disso, o desenvolvimento de uma carreira exponencial em Segurança será outro assunto abordado pelo mentor Roberto Arteiro

Compartilhar:

Em formato 100% presencial, o Security Leaders desembarca amanhã (24) em Recife, reunindo líderes e influentes do mercado de Cyber Security para discutir o novo cenário de ataques cibernéticos: hack and leak, resiliência cibernética focando na proteção de dados e pessoas, além das tendências de automação na SI. A carreira do CISO também está em debate, especialmente sobre a relevância desse profissional nas empresas e como ele se aproxima do corpo diretivo com visão de risco mais alinhada ao negócio.

Pela manhã, o primeiro debate envolve o novo cenário de ataques cibernéticos: do hack and leak ao comprometimento de credenciais. Um cenário que tem impactado empresas e órgãos públicos em todo o país. Os executivos Tresso Medeiros, Gerente de Segurança da Informação no CESAR, Waldeildo Júnior, Gerente de TIC na COMPESA e Alexandre Nascimento (Especialista) confirmaram presença para debater e aprofundar ainda mais o assunto.

Ainda na programação matinal, Evandro Barbosa, Coordenador de Segurança no Grupo Moura, Alexsandro Diniz, CSO na FUNDAJ e o Germano Guimarães, Gestor de SI na ATI-PE, estarão presentes para debater uma nova arquitetura de Segurança, compartilhando métodos em como reduzir a complexidade dos ambientes e partir para um modelo consolidado de Segurança da Informação.

À tarde, o tema sobre a carreira do CISO 5.0 será um dos destaques na programação do Security Leaders Recife. Alcimar Carlos, Head de Inovação e Tecnologia na USINA HUB, Felipe Loyo, Gerente de TI na Usina Central Olho D’Água e o Domingos Moraes, que atua na área de Segurança da Informação na Eletrobras Chesf já confirmaram presença e prometem compartilhar com o público presente na capital Pernambucana os desafios de uma área em constante evolução, além da construção de um relacionamento mais próximo e estratégico junto ao board da organização. Como equilibrar liderança com as novas tecnologias e até que ponto a AI é mocinha ou vilã para a Segurança é outro tema na pauta desta discussão.

Cada vez mais os profissionais de SI se deparam com um cenário cheio de armadilhas, ameaças sofisticadas e vazamento de dados por partes dos cibercriminosos. Até mesmo ataques antigos como o phishing, ransomware e ataques BEC ainda impactam as operações e exigem dos líderes novas estratégias de defesa capazes de envolver toda organização. Esse tema promete gerar grandes insights com a contribuição dos profissionais: Thalles Souza, DPO na Unimed Recife, Paulo Pacheco, Segurança da Informação e Analista de Negócios na Sefaz-PE e Jorge Pinto, Gerente de Segurança da Informação da EMPREL.

A mediação dos painéis de debate será comandada pela jornalista e Diretora Executiva do Security Leaders, Graça SermoudConfira a agenda completa do evento.

Keynotes

Domingos Moraes, que atua na área de Segurança da Informação na Eletrobras Chesf, fará a abertura do Congresso, às 9h, compartilhando o overview de um dos grandes desafios para a Segurança: a gestão e monitoramento de riscos de fornecedores e terceiros. De acordo com uma pesquisa do Gartner, 84% dos entrevistados disseram que ‘erros’ de riscos de terceiros resultaram em interrupções de operações. O Gartner define um ‘erro’ de risco de terceiros como incidentes que ocorreram uma ou mais vezes no período de um ano.

Já no período da tarde, às 15h50, o público presencial poderá acompanhar o Keynote do executivo, Roberto Arteiro, mentor da ITXPRO com o tema: “Como desenvolver uma carreira exponencial em Segurança, Risco e Compliance”. Arteiro irá elencar os principais passos para desenvolver uma trajetória exponencial no segmento, uma vez que o GAP de mão de obra em Cyber Security é um grande gargalo para potencializar as estratégias de defesa cibernética.

A agenda ainda conta com uma programação especial de Cases de Sucesso e como as melhores práticas em SI estão impactando positivamente empresas brasileiras.

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

ATUALIZADO: Linha do tempo destaca ataques mais recentes

Painel de incidentes foi atualizado com os casos envolvendo a Polícia Federal, a Toyota Brasil, o Sistema de Administração Financeira...
Security Report | Destaques

Novos highlights da RSA: Da Soberania à solidariedade Digital

Fernando Galdino, diretor de Portfólio & Estratégia da SEK, fala à Security Report sobre os pontos mais importantes debatidos na...
Security Report | Destaques

CISOs buscam ocupar novos espaços na empresa

Já é demanda antiga do setor de Cyber alcançar um grau de relevância maior nas organizações, mas agora, com o...
Security Report | Destaques

Polícia abre investigação contra esquema de golpes cibernéticos

A operação se deu essa semana na cidade de Imperatriz, no Maranhão, segundo informou nota divulgada pela corporação. As primeiras...