Após invasão cibernética, Flávio Dino determina suspensão de perfis regionais da PF e PRF

A declaração do ministro da Justiça ocorre após ataque cibernético na conta oficial no Instagram da PRF nesta madrugada. Em uma publicação, os cibercriminosos pediram doações ao ex-presidente Jair Bolsonaro por meio de QR Code ou chave PIX. Em nota, o órgão ressaltou que segue apurando o incidente

Compartilhar:


O ministro da Justiça, Flávio Dino, determinou a suspensão de perfis regionais da PF (Polícia Federal) e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) nas redes sociais após as páginas das corporações serem invadidas por cibercriminosos na madrugada desta quinta-feira (29).

“Em face da alegada invasão de perfil regional da PRF em Sergipe, inclusive com troca da senha, estou determinando a suspensão dos perfis regionais da PF e da PRF para análise da segurança, permanecendo somente os perfis nacionais nas redes sociais. Quanto à retirada do ar da postagem criminosa, a PRF está com providências em andamento. E investigação será instaurada para apuração dos fatos”, afirmou Dino.

Mais cedo, a Polícia Rodoviária Federal em Sergipe (PRF) explicou que a conta oficial no Instagram foi alvo de um ataque cibernético. Em uma publicação, os cibercriminosos pediram doações ao ex-presidente Jair Bolsonaro por meio de QR Code e chave PIX. O código direciona as vítimas para uma página de transferência de valores, onde ocorre o golpe.

Segundo a PRF, todas as publicações feitas nas últimas horas foram de origem criminosa. Por volta das 10h desta manhã, a publicação que solicitava doações ainda estava no ar, às 10h50, o conteúdo foi removido do perfil. Ainda de acordo com a nota, a PRF informou que apura o ocorrido para tomar as providências necessárias, com o objetivo de cessar futuros incidentes, além de reforça suas defesas cibernéticas.



Publicação no Instagram da PRF pedindo doações para o ex-presidente
Foto: Reprodução


A Security Report disponibiliza o comunicado da PRF na íntegra:

Na madrugada desta quinta-feira (29), o Instagram da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal em Sergipe foi alvo de ataque hacker.

Na publicação, criminosos pedem doações ao ex-presidente Jair Bolsonaro por meio de QR code. O código direciona as vítimas para a página de transferência de valores, onde ocorre o golpe.


A Polícia Rodoviária Federal esclarece que não pede doações de qualquer espécie para pessoas públicas ou partidos políticos.

A PRF informa que apura o ocorrido para tomar as providências necessárias, a fim de cessar esta e futuras investidas criminosas, e reforça suas defesas contra esse tipo de ataque.



Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

Sistema de Informações do Ministério da Gestão sofre ataque cibernético

O Sistema Eletrônico de informações é responsável por gerir documentos e processos digitalizados, visando promover a eficiência administrativa. Em nota,...
Security Report | Destaques

Polícia Federal abre operação contra ciberataque e fraude na Caixa

Incidente ocorreu em 2020, quando 150 contas bancárias titularizadas de 40 prefeituras pelo país tiveram transações irregulares. Em nota, a...
Security Report | Destaques

Ataque DDoS foi movido por grupo hacktivista, confirma Universidade do Amapá

Incidente ocorrido esta semana havia paralisado as operações digitais da instituição por meio de aumento do tráfego malicioso. Em nota,...
Security Report | Destaques

Bug no controle de falhas possibilitou atualização ruim do Falcon, diz relatório

Em reporte preliminar pós-incidente divulgado hoje (24), a companhia ofereceu mais detalhes do que possibilitou o incidente que paralisou diversos...