[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Polícia Federal investiga suspeito de roubar dados do CadSUS

As autoridades cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do investigado em Nanuque, Minas Gerais. Segundo informou em nota, a corporação abriu o processo investigativo após o indivíduo assumir a autoria da suposta invasão nas redes sociais

Compartilhar:

A Polícia Federal abriu uma investigação contra um suspeito de invadir os sistemas internos do Ministério da Saúde e, supostamente, comprometer informações de 2 milhões de brasileiros. As autoridades cumpriram um mandado de busca e apreensão contra um endereço do investigado em Nanuque, Minas Gerais, nesta quarta-feira (22).

 

De acordo com nota publicada pela corporação em seu site oficial, as suspeitas sobre o indivíduo iniciaram depois que ele fez publicações nas próprias mídias sociais, em que afirmava ter invadido os sistemas do Ministério e ter roubado dados arquivados no CadSUS, a ferramenta de cadastramento dos usuários do Sistema Único de Saúde.

 

O suposto hacker teria ainda admitido ter colocado as informações subtraídas à venda na Deep Web, como forma de confirmar a posse dos dados. Devido a essas ações, o suspeito deve responder por crimes de invasão de dispositivo eletrônico e recepção de dados pessoais. O comunicado da Polícia não deu mais informações sobre o suposto incidente cibernético.

 

“O hacker ainda é conhecido por ter realizado várias invasões a sistemas e ataques de pichação de sites de órgãos governamentais, além de manter contato com outros hackers brasileiros”, conclui a nota da PF.

 

A Security Report contatou a pasta executiva em busca de mais informações sobre a ocorrência e a natureza desse suposto incidente declarado pelo hacker investigado pelas autoridades. Até o momento, não houve retorno por parte do órgão, mas a matéria será atualizada tão logo chegue a resposta.

 

Esse suposto incidente se une a outras ocorrências que também miraram o Ministério da Saúde. O mais recente se deu em maio de 2022, quando foram identificadas tentativas de ataque cibernético aos sistemas do Conecte SUS, e-SUS Notifica e SI-PNI. À época, os acessos das plataformas foram suspensos como forma de garantir a preservação dos dados.

 

A Security Report publica, na íntegra, nota veiculada pela Polícia Federal:

“A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira (22/5), um mandado de busca e apreensão na residência de um hacker em Nanuque/MG.

 

O investigado fez publicações em redes sociais, em que afirmava ter invadido os sistemas do Ministério da Saúde e subtraído informações do CadSus. Além disso, ele colocou à venda as informações subtraídas e divulgou dados pessoais de dois milhões de brasileiros na Deep Web para comprovar que tinha tais dados.

 

O hacker ainda é conhecido por ter realizado várias invasões a sistemas e ataques de pichação de sites de órgãos governamentais, além de manter contato com outros hackers brasileiros.

 

O investigado responderá pelos crimes de invasão de dispositivo eletrônico e receptação de dados pessoais.”

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

ALLOS eleva maturidade em Segurança Cibernética com jornada tecnológica

Em parceria com a NetSecurity, a administradora de shoppings conseguiu integrar e automatizar processos, proporcionando uma resposta eficaz a incidentes...
Security Report | Destaques

Eneva aposta em assessment para construir uma infraestrutura de segurança resiliente

Em parceria com a Cisco, a empresa decidiu priorizar uma abordagem personalizada para construir uma infraestrutura sólida e robusta. Case...
Security Report | Destaques

Prêmio Security Leaders: inscrições abertas

O Prêmio mais cobiçado do mercado de Segurança da Informação e Cibernética está no ar. Líderes, Heads e CISOs podem...
Security Report | Destaques

O Burnout Silencioso dos CISOs

Cada vez mais pesquisas de instituições relevantes apontam um processo acentuado de exaustão por parte dos Líderes de Segurança em...