Microsoft diz que hackers ligados à Rússia exploraram falha no Windows

Empresa revela que ferramenta para defender os usuários contra o ataque será lançada em 8 de novembro

Compartilhar:

A Microsoft disse nesta terça-feira que um grupo de hackers que já havia se relacionado antes com o governo russo e ataques políticos nos EUA está por trás dos recentes ciberataques que exploram uma falha no sistema operacional Windows.

A Microsoft disse que uma ferramenta para defender os usuários contra o ataque será lançada em 8 de novembro.

A fabricante de softwares disse que há um pequeno número de ataques usando os chamados emails de “spear fishing”, golpe envolvendo emails de um grupo chamado de Strontium, ou mais amplamente conhecido como “Fancy Bear” ou APT 28.

A Microsoft não identificou vítimas dos ataques.

Um especialista norte-americano de inteligência em ciberatividade russa disse que o Fancy Bear trabalha primariamente para, ou a mando da GRU, agência de inteligência militar, a qual as agências de inteligência norte-americanas concluíram terem sido responsáveis por ataques às bases de dados e emails do partido Democrata.

A Microsoft disse que os ataques exploraram uma vulnerabilidade no software Flash, da Adobe e uma no sistema operacional Windows.

*Com informações da agência Reuters

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Mercado

Hotéis na mira do vazamento de dados

Pesquisa da Symantec revela que sites podem vazar suas informações de reserva, permitindo que outras pessoas vejam os dados pessoais...
Security Report | Mercado

Tendências de segurança em Sistemas de Controle Industriais

Análise categoriza e classifica os riscos mais recorrentes após observação empírica; menos um terço dos riscos críticos e de alta...
Security Report | Mercado

Minsait amplia oferta de inteligência e segurança de redes com a Allot

Aliança entre as empresas tem como foco suprir a demanda do mercado de telecom brasileiro por dados analíticos com foco...
Security Report | Mercado

Boldon James lança solução de classificação de dados

OWA Classifier estende o suporte de classificação de dados do Outlook para o Microsoft Office 365