[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Imposto de Renda continua alvo de cibercriminosos

Hackers disseminam mensagens maliciosas, e-mails e informações falsas sobre protocolos de entrega de declaração, links para download do programa e recibos, com o objetivo de forçar usuários a baixarem malwares e trojans em seus dispositivos

Compartilhar:

A fase de declaração do Imposto de Renda chegou ao fim em 30 de abril e, a partir do dia 15 deste mês, começará o 1º lote da restituição, sendo prioritário para idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais. Mas como se sabe, não é de hoje que os cibercriminosos esperam por um momento oportuno como esse para disseminarem golpes e atingirem o maior número de vítimas.

 

Enganando contribuintes e disseminando mensagens maliciosas, criminosos utilizam o e-mail para enviar informações falsas sobre números de protocolos de entrega da declaração, possíveis erros na declaração do Imposto de Renda, links de download do programa, entrega de recibos ou notificações de débitos que não existem – todos se passando pela Receita Federal. O objetivo é sempre o mesmo: forçar o usuário a baixar e executar um programa cuja finalidade será instalar um trojan na sua máquina.

 

“É a mesma tática de golpes anteriores que utiliza um tema de grande interesse da população, ainda mais nesse caso em que envolve dinheiro”, afirma Thiago Marques, analista de segurança da Kaspersky Lab. “As pessoas precisam ficar atentas às notícias que recebem, seja por e-mail ou por aplicativos de mensagens. Recentemente, um estudo do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), dos Estados Unidos, mostrou que as notícias falsas se espalham 70% mais rápido que as verdadeiras e alcançam muito mais gente”.

 

Apesar de a Receita Federal informar que não envia e-mails aos contribuintes com o intuito de avisar sobre erros na declaração do Imposto de Renda, é importante que o usuário preste atenção em mensagens falsas e se mantenha em segurança a todo o momento. Algumas dicas podem proteger os dados e informações pessoais dos usuários:

 

– Sempre confira o site oficial da empresa/instituição. É muito comum os cibercriminosos utilizarem links falsos que remeta determinada companhia ao longo da mensagem maliciosa. Por isso, sempre digite o site em seu navegador, em vez de clicar; além disso, procure se informar no site oficial ou até mesmo conversar com o SAC;

 

– Não clique em links contidos em e-mails, SMSs, mensagens instantâneas ou postagens vindas de pessoas ou organizações que você não conhece, ou que têm endereços suspeitos ou estranhos;

 

– Nunca compartilhe dados confidenciais, como logins e senhas, informações de cartões bancários, etc, com terceiros. Empresas de verdade nunca solicitam dados desse tipo por e-mail;

 

– Mantenha seu antivírus atualizado. Tente atualizar o sistema operacional e os aplicativos que você usa regularmente, pois eles representam uma parte significativa da sua segurança online.

 

Apesar de a Receita Federal informar que não envia e-mails aos contribuintes com o intuito de avisar sobre erros na declaração do Imposto de Renda, é importante que o usuário preste atenção em mensagens falsas e se mantenha em segurança a todo o momento.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Ciberameaças às nuvens públicas crescem 93% em 2024, aponta relatório

Malware (41%), phishing (36%) e ransomware (32%) foram os que mais cresceram, atingindo principalmente ativos e armazenamento em Nuvem...
Security Report | Overview

Brasil é segundo maior alvo de novo malware contra carteiras digitais

Kaspersky já bloqueou mais de 100 vezes o novo ScarletStealer no Brasil em 2024, também conhecido como “CryptoSwap” por outros...
Security Report | Overview

Qual é a melhor estratégia de defesa cibernética para PMEs?

As pequenas e médias empresas estão se consolidando crescentemente como um dos alvos preferidos do cibercrime, pela facilidade e pelos...
Security Report | Overview

Era da desconfiança: como Zero Trust e Privileged Access Management bloqueiam ações criminosas?

Apesar de haver uma sensação de cuidado e Segurança com o controle de acesso, pesquisas mostram que apenas 20% das...