[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Golpe usa saque do FGTS para roubar dados pessoais de usuários

De janeiro a maio, o aumento de detecção deste golpe foi de 68%. Esse cenário tende a aumentar ainda mais, isso porque a divulgação do novo calendário de saques aconteceu há poucos dias

Compartilhar:

Com a divulgação do calendário de saques do FGTS, os golpes virtuais voltaram a usar a temática como isca para novas vítimas. O dfndr lab identificou novos links de golpes prometendo o saque do FGTS circulando pela internet.

 

Nas páginas falsas, os golpistas solicitam dados pessoais das vítimas e em seguida pedem o compartilhamento do link malicioso com seus contatos, como uma suposta garantia para o recebimento do valor de até R$3.900,00.

 

Somente em 2021, o dfndr lab já realizou mais de 10 mil detecções deste golpe, este número representa a quantidade de acessos e compartilhamentos de links com essa temática. De janeiro a maio, o aumento de detecção deste golpe foi de 68%. Os golpes tendem a aumentar, isso porque a divulgação do novo calendário de saques aconteceu há poucos dias.

 

“Quando a vítima informa seus dados no link malicioso, ela fica vulnerável ao roubo dessas informações pessoais, que além de facilitar o saque indevido do benefício, podem ser usadas pelo cibercriminoso para realizar a assinatura de serviços online e até para abrir contas em bancos. Outro problema é quando a vítima compartilha o falso site com seus contatos, tornando-se um vetor de disseminação do golpe, o que garante aos cibercriminosos um crescimento acelerado dos ataques”, explica Emilio Simoni, diretor do dfndr lab sobre o prejuízo para a vítima deste tipo de golpe.

 

A dinâmica deste golpe já havia sido observada anteriormente em outros ciberataques, como o que prometia o cadastro no programa de Auxílio Emergencial do Governo e nos próprios golpes de saque do FGTS que aconteceram em 2020.

 

Confira as dicas dos especialistas para se proteger:

 

1 – Os aplicativos de conversa são os principais meios utilizados para disseminar golpes digitais. Utilize soluções de segurança no celular que disponibilizam proteção em tempo real contra links maliciosos compartilhados através do WhatsApp, Facebook Messenger, SMS e no navegador.

 

2 – Tenha cuidado ao clicar em links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais. Antes de compartilhar informações, procure em veículos confiáveis e fontes oficiais, jornais e sites para confirmar se aquilo é realmente verdadeiro.

 

3 – Não compartilhe links de procedência duvidosa.

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Agentes Federais se unem a gigantes da tecnologia para o primeiro exercício de segurança de IA

O objetivo da simulação foi avaliar as possíveis ameaças cibernéticas que são específicas aos sistemas de IA. Uma das principais...
Security Report | Overview

Pesquisa revela que ataques de malware se concentram em aplicativos de nuvem de telecomunicações

De acordo com levantamento, os usuários desse segmento fazem upload e download de arquivos para aplicativos em nuvem em uma...
Security Report | Overview

Cada real perdido em fraudes no Brasil custa às empresas R$ 3,59, aponta estudo

Segundo levantamento, esse golpe aumentou para 59% das organizações brasileiras no ano. Na América Latina, os canais digitais são responsáveis...
Security Report | Overview

Cibercriminosos seguem mirando senhas fracas de PMEs na América Latina

Estudo da Kaspersky mostra que mais de 37% das pequenas e médias empresas latino-americanas sofreram alguma violação de cibersegurança nos...