F5 Networks fatura 2 bilhões de dólares em 2016

Resultado representa um aumento de 4% em relação ao total de US$ 1,92 bilhões do ano anterior; ano fiscal da companhia terminou em 30 de setembro

Compartilhar:

A F5 Networks anuncia receita de US$ 2 bilhões de dólares em 2016. Isso significa um aumento de 4% acima dos US$ 1,92 bilhões no ano anterior. O faturamento do último quarter (encerrado no dia 30 de setembro) foi de US$ 525,3 milhões de dólares. Este resultado significa um aumento de 6% em relação ao terceiro trimestre e um salto de 5% sobre o faturamento no mesmo período de 2015.

 

John McAdam, presidente e CEO da F5, explica que apesar das vendas na EMEA (Europa, Oriente Médio e África) caírem significantemente em relação ao quarto trimestre do ano anterior, o fortalecimento das vendas de produtos na segunda metade do ano fiscal de 2016, culminou em fortes resultados no quarto trimestre gerando receita e lucros anuais recordes. “Atingir esse faturamento histórico só foi possível graças ao sólido crescimento de vendas sequencial e ano após ano na região das Américas, APAC (países que estão dentro ou perto do Oceano Pacífico) e Japão”, afirma.

 

De olho no futuro

 

Para o primeiro trimestre do ano fiscal de 2017, que termina em 31 de dezembro, o executivo conta que a F5 Networks estabeleceu uma meta de receita de US$ 510 milhões a USD 520 milhões, ou seja, algo em torno de US$ 20,5 e US$ 30,5 milhões de dólares a mais que o primeiro trimestre de 2016.

 

McAdam diz que é possível alcançar esses números, pois acredita na existência de várias condições de mercados emergentes que estão impulsionando um maior apelo das ofertas da F5 junto aos clientes da empresa. Ele é categórico em que essas condições incluem a capacidade do portfólio de produtos F5 em fazer orquestração de fluxos de tráfego SSL.

 

Segundo ele, ainda é possível provisionar as soluções de segurança baseadas em proxy para implementar um consistente stack de segurança em infraestruturas on-premise, off-premise e de nuvem pública, e clientes movendo cargas de trabalho para arquiteturas de rede públicas e privadas. “Acreditamos que essas tendências, combinadas com nossas novas ofertas de produtos, impulsionarão um avanço em nosso negócio no ano fiscal de 2017 e além”.

 

Lucro GAAP x Não-GAAP

 

A receita líquida GAAP do quarto trimestre foi de USD 108,9 milhões (USD 1,64 por ação diluída), em comparação com USD 91,8 milhões (USD 1,37 por ação diluída) no terceiro trimestre de 2016 e USD 97,0 milhões (USD 1,36 por ação diluída) no quarto trimestre do ano anterior.  A receita líquida GAAP do ano foi de USD 365,9 milhões (USD 5,38 por ação diluída), contra USD 365,0 milhões (USD 5,03 por ação diluída) no ano fiscal de 2015.

 

A receita líquida não-GAAP do quarto trimestre foi de USD 139,9 milhões (USD 2,11 por ação diluída), em comparação com USD 121,7 milhões (USD 1,81 por ação diluída) no trimestre anterior e USD 130,7 milhões (USD 1,84 por ação diluída) no quarto trimestre do ano fiscal de 2015.  Para o ano fiscal de 2016, a receita líquida não-GAAP foi de USD 496,2 milhões (USD 7,30 por ação diluída), contra USD 480,3 milhões (USD 6,62 por ação diluída) no ano fiscal de 2015.

 

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Mercado

Hotéis na mira do vazamento de dados

Pesquisa da Symantec revela que sites podem vazar suas informações de reserva, permitindo que outras pessoas vejam os dados pessoais...
Security Report | Mercado

Tendências de segurança em Sistemas de Controle Industriais

Análise categoriza e classifica os riscos mais recorrentes após observação empírica; menos um terço dos riscos críticos e de alta...
Security Report | Mercado

Minsait amplia oferta de inteligência e segurança de redes com a Allot

Aliança entre as empresas tem como foco suprir a demanda do mercado de telecom brasileiro por dados analíticos com foco...
Security Report | Mercado

Boldon James lança solução de classificação de dados

OWA Classifier estende o suporte de classificação de dados do Outlook para o Microsoft Office 365