Descoberta nova técnica de criminosos para enviar phishing por SMS

Recurso consiste em pequenas mudanças na escrita para enganar os bloqueios que as operadoras de telefonia realizam

Compartilhar:

Cibercriminosos encontraram uma nova técnica para disseminar ataques de phishing por SMS. O recurso identificado pela equipe de investigação e análise da Kaspersky consiste em pequenas mudanças na escrita das mensagens, para evitar os filtros de bloqueio das operadoras de telefonia.

 

Duas campanhas recentes encontradas pela Kaspersky estão usando a técnica para espalhar mensagens fraudulentas e usam nomes de grandes bancos nacionais. Nessas mensagens, os hackers substituem o espaço entre as palavras pelos caracteres sublinhado (_) ou ponto (.), e trocam letras como o “i” por “l”, pois visualmente a diferença é mínima. Dessa forma, conseguem que o SMS malicioso passe pelo filtro das operadoras e cheguem aos destinatários – e alvos dos golpes.

 

Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky, explica que o objetivo dos golpes é obter dados de cartões, credenciais bancárias e número do PIX de clientes. Com essas informações, os criminosos podem cometer fraudes usando os dados das vítimas – é o phishing financeiro tradicional.

 

“É importante lembrar que os bancos jamais enviam links com pedidos de atualização de dados por mensagem – seja por SMS, WhatsApp ou e-mail. O acesso a sites de bancos ou outros serviços financeiros deve ser sempre feito digitando o endereço dos sites oficiais no navegador, ou baixando o aplicativo nas lojas oficiais (Play Store ou App Store)”, enfatiza o especialista da Kaspersky.

 

Assolini acrescenta ainda que a técnica não afeta a detecção das soluções de segurança, cujo bloqueio é baseado nos links. “Esta técnica é usada também em mensagens de phishing por e-mail para burlar os bloqueios de spam e a solução é simples. Recomendamos que as operadoras revisem suas regras de detecção tendo como base nosso alerta, pois assim mais cidadãos estarão protegidos”, completa.

 

Para se proteger de ataques de phishing, a Kaspersky recomenda:

 

• Sempre acesse os canais oficiais do seu banco para realizar qualquer tipo de atividade. Se tiver dificuldade, entre em contato com o suporte ou seu gerente;

 

• Antes de clicar, verifique o endereço do site para onde será redirecionado e o e-mail do remetente para garantir que são genuínos;

 

• Tenha atenção ao remetente, se ele for desconhecido, tente confirmar se a informação é verdadeira. Caso seja um recadastro, ligue para o seu banco ou a empresa responsável pela emissão do seu cartão. Se for uma promoção, entre no site ou perfil oficial nas redes sociais;

 

• Se não tiver certeza de que a página é real e segura, não coloque informações pessoais ou realize pagamentos;

 

• Conte com uma solução de segurança de qualidade com tecnologias antiphishing baseadas em comportamento, como o Kaspersky Security Cloud . Ela fará todo o trabalho de analisar o link para você.

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Ataques cibernéticos mirando OT aumentam em 2023

Em todo o mundo, grupos de ransomware têm intensificado ataques em redes de tecnologia operacional; especialistas alertam sobre medidas de...
Security Report | Overview

Microsoft é novamente a marca mais imitada por phishing

A big tech não está sozinha: pesquisadores da Check Point Software apontam também o Google no topo da lista de...
Security Report | Overview

Pesquisa aponta que 18% do tráfego na Web não é humano

Estudo inédito da CHEQ mostra que anunciantes perdem mais de 4% dos orçamentos de publicidade digital devido a esse cenário....
Security Report | Overview

Segurança Adaptativa é tendência tecnológica para governos em 2024, aponta Gartner

CIOs (Chief Information Officers) ligados à área governamental devem aproveitar essa e outras tendências para expandir seus recursos...