CNPEM trabalha na recuperação de sistemas impactados após ataque ransomware

Em nota, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) comentou que a área de Tecnologia da Informação, com apoio de consultores especializados, conseguiram conter parte do ataque e já restabeleceram alguns dos serviços afetados

Compartilhar:

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização Social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e localizado em Campinas (SP), comunicou que foi vítima de um ataque ransomware no último sábado (19).

 

Segundo comunicado, a operação e os dados do Sirius foram preservados, devido aos rígidos padrões de segurança adotados pelo projeto. “Dados do Sirius são armazenados na nuvem e seus aceleradores de elétrons e estações de pesquisa utilizam sistemas customizados, desenvolvidos pela equipe do CNPEM e sem acesso à rede”, diz nota enviada para a nossa redação na tarde desta terça-feira (22).

 

Por conta do incidente, alguns computadores ligados a equipamentos laboratoriais, que dependem de sistemas legados, foram comprometidos e estão sendo recuperados pela equipe de Tecnologia da Informação. Já as atividades de pesquisa e desenvolvimento realizadas nos Laboratórios Nacionais do CNPEM e as ações da Ilum não foram comprometidos.

 

A área de Tecnologia da Informação do Centro, com apoio de consultores especializados, como o Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança da RNP (MCTI), conseguiram conter parte do ataque e já restabeleceram alguns dos serviços anteriormente afetados.

 

“O time de Tecnologia da Informação segue atuante para recuperar sistemas ainda comprometidos, identificar as causas e mensurar a extensão do incidente”, ressalta comunicado.

 

Security Report disponibiliza o comunicado completo na íntegra sobre o caso:

 

“O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), Organização Social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), recentemente, foi vítima de um ataque cibernético, do tipo ransomware.

 

A operação e os dados do Sirius foram preservados, devido aos rígidos padrões de segurança adotados pelo Projeto. Dados do Sirius são armazenados na nuvem e seus aceleradores de elétrons e estações de pesquisa utilizam sistemas customizados, desenvolvidos pela equipe do CNPEM e sem acesso à rede.

 

As atividades de pesquisa e desenvolvimento realizadas nos Laboratórios Nacionais do CNPEM e as ações da Ilum não foram criticamente afetadas. Alguns computadores ligados a equipamentos laboratoriais, que dependem de sistemas legados, foram comprometidos e estão sendo recuperados.

 

A Área de Tecnologia da Informação do Centro, com apoio de consultores especializados, como o Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança da RNP (MCTI), conteve parte do ataque e já restabeleceu alguns dos serviços afetados. O time de Tecnologia da Informação segue atuante para recuperar sistemas ainda comprometidos, identificar as causas e mensurar a extensão do incidente.

 

O CNPEM está tomando todas as providências técnicas e legais em resposta ao ocorrido. Quando disponíveis, novas informações relevantes sobre este evento serão comunicadas”.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

AT&T comunica acesso indevido aos dados dos clientes

Registros de chamadas telefônicas e mensagens de texto de quase todos os clientes foram baixados ilegalmente. Em nota, a companhia...
Security Report | Destaques

“Transparência é o fator-chave da relação entre SI e empresa”, afirma Gil Vega, CISO da Veeam

O atual líder de Segurança da Informação da vendor falou com exclusividade à Security Report sobre sua trajetória em diversos...
Security Report | Destaques

BRASPRESS retoma funcionamento do site oficial após ataque de ransomware

Incidente que causou a parada de diversos sistemas operacionais da companhia se deu ainda no começo dessa semana, e forçou...
Security Report | Destaques

Problemas técnicos causam perda de dados de 39 mil chaves Pix da 99Pay

Incidente ocorrido entre 26 de junho e 2 de julho desse ano foi revelado pelo próprio Banco Central do Brasil...