Beta Test corporativo de XDR busca demonstrar uso prático da ferramenta

Nova tecnologia XDR da Kaspersky está liberada para simulação nos ambientes de clientes e deve ser lançado mundialmente no primeiro semestre de 2024

Compartilhar:

O cenário das ciberameaças cada vez mais complicado torna extremamente desafiador para as organizações se manterem informadas sobre as melhores práticas de cibersegurança e, ao mesmo tempo, se concentrarem nas inovações para manter seu negócio. Inclua ainda uma superfície de ataque que não para de se expandir, requisitos normativos e o gap mundial de profissionais especializados e fica fácil entender por que as empresas estão sob tanta pressão.

Nesse contexto, a Kaspersky iniciou um período de avaliação da sua nova solução Kaspersky Extended Detection and Response (XDR) voltada para clientes e parceiros. Esse “beta test” corporativo visa permitir que as organizações possam conhecer a tecnologia antes de incorporá-las em sua infraestrutura. A tecnologia XDR combina várias opções de segurança, o que incluem coleta e correlação de logs, gerenciamento de casos e ativos, manuais de resposta e funcionalidades de investigação para proteger as organizações contra ameaças avançadas e complexas, APTs e ataques direcionados.



De acordo com o Relatório de modernização de XDR e SOC do Enterprise Strategy Group, 51% das organizações têm dificuldades em detectar e investigar ameaças avançadas com suas ferramentas atuais. Elas precisam de melhores funcionalidades de detecção e resposta a ameaças, saber priorizar melhor os alertas de segurança e uma central unificada de gerenciamento para todas as operações de segurança que ocorrem na empresa. O Kaspersky XDR foi criado para atender às essas e outras demandas emergentes de resposta a incidentes.



A primeira oferta do Kaspersky XDR foi desenvolvida em 2016 a partir da Kaspersky Anti-Targeted Attack Platform com um XDR nativo. Em 2023, a empresa está dando um passo adiante para agregar melhores
funções de detecção e resposta com a introdução do Open XDR. O novo produto será disponibilizado inicialmente para alguns clientes ou parceiros para que eles possam avaliar suas funcionalidades e compatibilidade com a infraestrutura existente em um ambiente de teste.



O Kaspersky XDR pode ser integrado a outras soluções de cibersegurança do ecossistema Kaspersky, assim como produtos de terceiros, incluindo a proteção de endpoints e serviços de Threat Intelligence (inteligência de ameaças). Essa integração pode ajudar as organizações a otimizar perfeitamente suas operações e reduzir a complexidade de gerenciar várias soluções de segurança.



“O Kaspersky XDR é um grande marco de inovação em nossa estratégia. Ele proporciona uma nova qualidade de proteção e facilidade de uso para nossos clientes corporativos por meio da consolidação de cenários complexos de vários produtos em um único console unificado. O XDR é baseado na nova Open Single Management Platform, permitindo que nossos clientes tirem proveito de uma segurança sob medida que pode ser integrada nos produtos da Kaspersky, além de uma grande variedade de soluções de terceiros”, afirma Claudio Martinelli, diretor geral da Kaspersky para as Américas.



“Um outro benefício da Open Single Management Platform é que ela permite instalações na nuvem e on premise (na rede interna), o que torna o Kaspersky XDR uma das poucas soluções de sua categoria no mercado que aceitam qualquer implantação. Nosso XDR ajudará as empresas a aumentar a eficácia geral de sua cibersegurança e, ao mesmo tempo, lidar com tendências globais como o aumento da complexidade dos ataques, falta de habilidades e fadiga de alertas”, prosegue ele.



Fernando dos Santos, diretor comercial para o setor Enterprise da Kaspersky para a Américas, destaca que o segredo para aproveitar corretamente os benefícios de uma solução XDR é a integração. “As empresas hoje gerenciam diferentes programas de segurança que precisam, de maneira integrada, contribuir em todos os espectros: investigação, prevenção, detecção, resposta a incidentes, informação e permitir a visibilidade das ameaças.



“Ao mesmo tempo, essa tecnologia avançada deve ser de fácil adoção e simplificar a gestão de cibersegurança. Outro ponto importante está relacionado às necessidades de soberania de dados, especialmente para entidades governamentais onde as soluções 100% baseada na nuvem (Cloud XDR) não oferecem aos clientes públicos os controles de onde os dados são armazenados. No nosso caso, a opção de implementar o XDR na infraestrutura da empresa é um fator diferenciador.”



Qualquer empresa com interesse na solução pode experimentá-lo gratuitamente durante a fase de teste. O lançamento comercial mundial do Kaspersky XDR ocorrerá no primeiro semestre de 2024. Ele também estará disponível como parte da nova linha de produtos da Kaspersky.


Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

68% das organizações utilizarão ferramentas com IA para combater ameaças em 2024

Os entrevistados identificaram várias maneiras pelas quais a IA poderia melhorar a postura de segurança de suas organizações. Para 67%...
Security Report | Overview

10 bilhões de ataques foram bloqueados em 2023, aponta relatório

Os golpes, phishing e malvertising continuam representando mais de 75% de todas as ameaças cibernéticas. Essas ameaças muitas vezes aproveitam...
Security Report | Overview

A importância da autenticação de identidade contra ataques de ransomware

Em meio ao cenário desafiador, a autenticação de identidade surgiu como uma estratégia essencial na defesa contra o ransomware, protegendo...
Security Report | Overview

SulAmérica aposta em tecnologia para redução de custos com fraudes

A operadora prevê redução de mais de 10% com a prevenção de irregularidades, que recebe, em média, mais de 5...