Trojans e adware são os tipos de malware mais disseminados no Brasil

Levantamento mostra que os trojans dominaram esse cenário, representando 26,86% das ameaças direcionadas a dispositivos Windows e macOS e o adware é o primeiro da lista, com 59,36% das ameaças direcionadas para dispositivos Android

Compartilhar:

A Avast compartilha uma lista dos dez principais tipos de malware mais prevalentes. Os trojans dominaram o cenário de ameaças no Brasil, representando 26,86% das ameaças direcionadas a dispositivos Windows e macOS e o adware é o primeiro da lista (59,36%) das ameaças direcionadas para dispositivos Android.

 

“Os trojans em desktop e o adware para Android têm sido as ameaças mais comuns que os brasileiros encontram, geralmente se espalhando por e-mail, sites de compartilhamento de arquivos ou software ilegal. Queremos que as pessoas aproveitem ao máximo a internet, em vez de se preocupar com cada clique. Portanto, estamos comprometidos em melhorar continuamente os nossos recursos de detecção de ameaças”, explica Michal Salat, diretor de Inteligência de Ameaças da Avast.

 

Além de trojans, os usuários brasileiros de desktop também encontraram: infectores de arquivo (22,04%), que copiam códigos maliciosos em arquivos para danificá-los ou se espalhar ainda mais pelo sistema; adware (13,14%), que envia spam para o usuário com anúncios indesejados e muitas vezes é capaz de roubar informações; e worms (6,84%), um tipo de malware cuja função principal é se auto-replicar e infectar outros computadores, enquanto permanece ativo nos sistemas infectados.

 

Quanto aos dispositivos móveis, além do adware, os trojans (26,70%) e os droppers (9,64%) – capazes de baixar malware adicional -, estiveram entre as ameaças mais comuns para os usuários de Android no Brasil.

 

Globalmente, os trojans também foram o tipo de malware que os usuários de desktop mais encontraram no ano passado (28,9%), seguidos por infectores de arquivos (17,4%) – que é um malware que ataca os arquivos, com o objetivo de reescrever o seu código para danificá-los permanentemente ou se espalhar ainda mais dentro do sistema e da rede. O terceiro tipo de malware de desktop mais prevalente em todo o mundo é o adware (12,7%), que envia spam para os usuários com grandes quantidades de publicidade indesejada e, em alguns casos, pode coletar informações confidenciais, rastrear o histórico de navegação ou até mesmo registrar as teclas digitadas.

 

Em dispositivos Android, as ameaças mais prevalentes globalmente são adware (49,5%), trojans (25,9%) e droppers (10,5%), que são programas maliciosos projetados para instalar um vírus no sistema de destino. Além disso, esses programas são muito difíceis de detectar.

 

Os dez principais tipos de ameaças de desktop que os usuários brasileiros encontraram em 2021 também incluem droppers, ladrões de senha, mineradores de moedas (coinminers), trojans de acesso remoto (RATs), hacktools e bots.

 

Os dez principais tipos de malware para Android que os usuários móveis do Brasil encontraram em 2021 incluem também spyware, bankers, exploits, hacktools, trojans por SMS, aplicativos falsos e mineradores de moedas (coinminers).

 

*Dados coletados pelos Laboratórios de Ameaças da Avast de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2021.

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Dia da Internet: Phishing e data leak são duas das maiores ameaças ao usuário

Com o desenvolvimento acelerado da tecnologia, a crescente de tentativas de golpes no ambiente online também se torna uma realidade....
Security Report | Overview

Especialistas alertam para novos modelos personalizados de golpe com QR Code

Especialistas da Check Point Software identificaram novos ataques cibernéticos conhecidos por Quishing e explicam como evitar tais golpes...
Security Report | Overview

61% das empresas aumentarão investimento em Cloud Security, segundo relatório

As organizações participantes do estudo estimam que o aumento planejado dos investimentos em segurança na nuvem alcance os 37%, em...
Security Report | Overview

CTIR Gov emite recomendações de enfrentamento ao ransomware Black Basta

Em informe publicado no site oficial da organização, foram trazidas outras informações a respeito do malware, que tem mirado especificamente...