Passaportes biométricos tornam-se tendência no mundo

Tecnologias avançadas para os documentos combinam maior segurança com uma experiência aprimorada do viajante; dispositivos incorporam microprocessador seguro que armazena dados pessoais e foto digital do titular

Compartilhar:

A Gemalto anuncia que suas tecnologias avançadas de passaporte eletrônico agora estão sendo utilizadas em mais de 30 países. Graças à sua segurança elevada e às passagens de fronteira mais rápidas e mais cômodas que essas tecnologias possibilitam, as da ajudam as autoridades a fortalecer a proteção doméstica e melhorar a experiência do viajante.

 

A companhia fornece tecnologia para documentos de viagem completos e componentes chave como páginas de dados de policarbonato, recursos de segurança de documentos abertos e cobertos, capas de passaporte eletrônico e software incorporado em conformidade com a ICAO. Além disso, na última década, esse software tem superado metas de proteção em testes internacionais. A Gemalto também está realizando uma contribuição ativa para a definição dos padrões internacionais para passaportes eletrônicos.

 

Apresentado em 2005, o passaporte eletrônico – que hoje representa 57% dos passaportes em circulação – oferece proteção contra fraude melhorada ao incorporar um microprocessador seguro que armazena os dados pessoais e a foto digital do titular. Os passaportes eletrônicos incluem um retrato eletrônico padronizado do titular para reconhecimento facial, que abre a porta para uma variedade abrangente de autosserviços de aeroporto automatizados para passageiros. Isso se estende desde o check-in até o embarque, passando pelo controle de migração, resultando em uma experiência aprimorada na chegada e na partida.

 

O passaporte eletrônico do futuro

 

Uma nova geração de passaportes eletrônicos irá armazenar digitalmente as informações de viagem, como vistos eletrônicos e carimbos de entrada/saída para dar um suporte ainda mais eficiente ao controle de imigração.

 

Entre as principais tendências em documentação de viagens, estão:

 

  • Migração rápida para página de dados de policarbonato à prova de falsificação, que reduzem significativamente o risco de fraude.

 

  • Rápido crescimento em credenciais de identidade digital protegidas. Os dados sensíveis do passaporte eletrônico são armazenados no smartphone do titular para complementar o passaporte físico, facilitando a vida dos viajantes.

 

  • Fronteiras e aeroportos inteligentes despontarão a um ritmo mais rápido. Combinados com as centenas de milhões de passaportes eletrônicos agora em circulação e um forte impulso da biometria (particularmente reconhecimento facial), eles oferecem aos viajantes um movimento transfronteiriço rápido e seguro.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

CTIR Gov orienta governo a monitorar sistemas de proteção após Apagão Cibernético

Com a identificação do incidente que colheu a plataforma Falcon, da CrowdStrike, e da Microsoft, O órgão de Prevenção a...
Security Report | Overview

Incidentes de TI estão no topo dos riscos para a continuidade dos negócios, aponta pesquisa

1ª Pesquisa Nacional sobre Maturidade em Gestão de Crises e Continuidade de Negócios, apresentada no segundo trimestre deste ano, identifica...
Security Report | Overview

54% das empresas consideram erros humanos um vetor crítico de ciberataques

Estudo da ManageEngine revelou que ameaças externas ainda são a maioria entre os golpes realizados, mas falhas de funcionários preocupam
Security Report | Overview

Apenas 23% das senhas ativas exigem mais de um ano para serem decifradas

Levantamento da Kaspersky analisa 193 milhões de senhas na darknet e indica que 87 milhões delas poderiam ser descobertas em...