O “ADC” da disponibilidade

Pico de tráfego na rede, sobrecarga de processamento e memória ou até mesmo um ataque hacker são alguns exemplos de imprevistos que ocorrem diariamente em companhias de todos os portes. O cenário está levando empresas a buscarem soluções que ajudem no balanceamento e gerenciamento das aplicações, os chamados ADCs (Application Delivery Controller)

Compartilhar:

Em uma economia baseada no uso de tecnologias que precisam estar 100% preparadas operacionalmente para atender as demandas de seus usuários, é imprescindível que a infraestrutura esteja pronta para cumprir as expectativas dos clientes, caso contrário sofrerão prejuízos financeiros e outras perdas com a reputação da marca. Um caso claro ocorreu em janeiro de 2016, por exemplo, quando a companhia aérea Southwest Airlines registrou um rombo de até US$ US$ 54 milhões por ter passado apenas algumas horas com o sistema indisponível. A companhia atribuiu a culpa a uma simples falha num roteador, proporcionando um efeito cascata e inúmeros contratempos aos milhares de clientes ao redor dos Estados Unidos.

 

Esse é somente um entre tantos outros exemplos que ocorrem diariamente em empresas de todos os portes mundo afora, consequência dos diversos transtornos gerados pela indisponibilidade ou mau desempenho das aplicações que regem as companhias nos dias de hoje. Pesquisa realizada pela consultoria norte-americana Forrester mostra que 34% dos profissionais de TI passam por problemas de indisponibilidade diariamente. Tal imprevisto certamente tem um custo: uma hora de downtime pode custar entre US$ 10 e US$ 1 milhão. Além dos custos financeiros, as organizações ainda sofrem com a perda de confiança do cliente, dano à integridade da marca, desvalorização dos preços de ações, entre outros fatores. Em tempos de retração econômica e corte de custos desnecessários, estar sujeito a tais imprevistos pode ser fatal.

 

Disponibilidade e Desempenho: um diferencial competitivo

 

Em um mercado competitivo, sobressaem as empresas que oferecem as melhores experiências aos clientes. Toda a infraestrutura necessária está diretamente ligada aos equipamentos dos data centers, que precisam lidar com os inúmeros imprevistos da rede, como pico do tráfego de usuários, sobrecarga de processamento e memória, problemas dos próprios equipamentos ou até mesmo um ataque hacker.

 

É diante desses desafios que o mercado de Application Delivery Controllers prospera. Segundo Naresh Singh, diretor de Pesquisas do Gartner, existe uma crescente necessidade de ADCs, pois as novas arquiteturas de aplicativos, como computação sem servidor, Platform as a Service (PaaS), Microservices e plataformas de implantação são cada vez mais adotadas. “Tudo isso exige investimentos no balanceamento de carga do servidor e outras funcionalidades do ADC”, explica Singh.

 

“A tecnologia ADC proporciona diversos benefícios voltados a um único objetivo: que os aplicativos estejam sempre disponíveis e tenham a performance desejada”, resume Francisco Pinto, diretor de Vendas da Kemp Technologies, uma das empresas que atua nesse segmento e vem galgando posições estratégicas no quadrante mágico do Gartner.

 

Mercado próspero e para todos os gostos

 

Controladores de entrega de aplicativos e balanceadores de carga do servidor otimizam a infraestrutura de aplicativos, fornecendo alta disponibilidade, desempenho, escalabilidade flexível e operações seguras, enquanto racionaliza os custos de TI. A tecnologia simplifica o gerenciamento de recursos em rede e acelera o acesso de usuários a diversos servidores, além de adicionar novas eficiências para o data center.

 

Na década de 1990, Francisco Pinto explica que o mercado de ADC era mais popular entre as grandes empresas. De lá para cá, muitas outras companhias passaram a usar a tecnologia, pois entenderam o valor do ADC. Os benefícios do serviço ajudaram outros mercados a adotar os produtos, como o setor público e as pequenas e médias empresas. “São organizações que têm restrições de custo e, de fato, sempre foi um mercado dominado por soluções caras, o que adiou a adoção. Mas isso está mudando”, esclarece.

 

Francisco também explica que cada vez mais as aplicações da Microsoft requerem funcionalidades de ADC, colaborando com a popularização da tecnologia. “Estamos presenciando uma nova gama de clientes chegando ao mercado”, afirma Francisco. Outro fator que contribui para o avanço na adoção da solução é que hoje ela é oferecida em diferentes formatos: hardware, virtual, bare metal e cloud.

 

Para saber mais sobre esse tema acesse https://kemptechnologies.com/br/.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

AT&T comunica acesso indevido aos dados dos clientes

Registros de chamadas telefônicas e mensagens de texto de quase todos os clientes foram baixados ilegalmente. Em nota, a companhia...
Security Report | Destaques

“Transparência é o fator-chave da relação entre SI e empresa”, afirma Gil Vega, CISO da Veeam

O atual líder de Segurança da Informação da vendor falou com exclusividade à Security Report sobre sua trajetória em diversos...
Security Report | Destaques

BRASPRESS retoma funcionamento do site oficial após ataque de ransomware

Incidente que causou a parada de diversos sistemas operacionais da companhia se deu ainda no começo dessa semana, e forçou...
Security Report | Destaques

Problemas técnicos causam perda de dados de 39 mil chaves Pix da 99Pay

Incidente ocorrido entre 26 de junho e 2 de julho desse ano foi revelado pelo próprio Banco Central do Brasil...