[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Lançamento de novo iPhone é usado para roubar compradores

Golpistas se aproveitam da ansiedade do público para a criação de sites falso, com o objetivo de obter dados das vítimas

Compartilhar:

O lançamento do novo iPhone 14 aconteceu em 7 de setembro, durante o evento global da Apple. Essa foi uma boa notícia para quem adora o modelo de celular, mas também uma oportunidade de golpe para os criminosos. Em 15 dias de monitoramento (entre 10 e 25 de agosto), os especialistas da Kaspersky identificaram quase 9 mil sites de phishing com ofertas falsas do novo dispositivo. Existem dois objetivos: esvaziar a carteira das vítimas e roubar suas credenciais do Apple ID.

 

A tática é muito usada sempre que existe um evento com grande popularidade: conforme este evento se aproxima, a quantidade de golpes explorando este tema aumenta. Neste exemplo, detectamos 1.023 registros de páginas falsas usando indevidamente o termo “iPhone” apenas no dia 25 de agosto – isto é o dobro da média diária de detecções de sites fraudulentos no período da avaliação.

 

Tradicionalmente, os golpes criados antes de um lançamento de um novo celular oferecem uma pré-venda com desconto ou até mesmo a compra dele antes do anúncio oficial. Os criminosos usam fotos dos modelos mais recentes para atrair a atenção das vítimas. Depois que a pessoa inserir os dados do cartão para efetuar a compra, as informações ficam com o criminoso (para clonar o cartão) e a compra será debitada, porém o produto não será enviado.

 

O interesse dos cibercriminosos para explorar a popularidade dos iPhones não se limita à venda fraudulenta dos novos modelos. Alguns buscam algo mais: obter as credenciais do Apple ID. Para efetuar o roubo, são criadas páginas que imitam a página de login padrão da Apple ID e solicitam o e-mail da conta e a senha.

 

Com essa informação, os criminosos passam a ter acesso aos serviços Apple (App Store, Apple Music, iCloud, iMessage, FaceTime etc) e podem verificar todos os endereços de e-mail e senhas de login salvas no “preenchimento automático” – assim como os contatos e informações de pagamento eletrônico. Eles também revisam o iCloud, onde as fotos pessoais estão salvas, em busca de documentos digitalizados. Já as imagens podem ser usadas posteriormente em golpes de roubo de identidade ou até chantagem.

 

“Esta mesma técnica foi usada antes do lançamento do Playstation 5 e dos filmes da Viúva Negra e Homem Aranha 3, pois os criminosos sempre estão buscando por temas que irão atrair o maior número de vítimas potenciais. Eles contam com o desejo da pessoa para esconder o golpe. Se a pessoa estiver desatenta, ela irá cair no golpe e apenas uma proteção que bloqueie o acesso ao site falso poderá evitar o prejuízo. Por isso, é muito importante que as pessoas saibam reconhecer uma fraude rapidamente“, afirma Fabio Assolini, chefe da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky para a América Latina.

 

Como fugir desse tipo de golpe?

 

• Verifique se o site é legítimo antes de inserir seus dados pessoais ou financeiros. Para isso, compare o endereço do site que está acessando com o endereço oficial e veja se não há nenhum erro ortográfico.

 

• No geral, desconfie de todos os links recebidos, principalmente por redes sociais. Sempre faça um acesso direto (digitando o endereço oficial da empresa). Também não confie nos resultados pagos nas buscas online. Dê preferência para os resultados orgânicos, já que criminosos pagam para que links falsos sejam apresentação no topo das buscas.

 

• Evite acessar contas importantes, como a bancária, conectados em redes sem fio (Wi-Fi) públicas. Os pontos de acesso são convenientes, mas é melhor usar a conexão de dados privado ou uma rede segura. Redes abertas podem ser criadas por criminosos para monitorar o tráfego e copiar os dados de acesso ou redirecionar o acesso a sites falsos.

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

ANPD é formalizada como coordenadora do Sistema Nacional de Inteligência Artificial

Como órgão de coordenação do SIA, a ANPD receberá novas atribuições. Caberá à Autarquia representar o Brasil perante organismos internacionais,...
Security Report | Overview

Nova ameaça do AllaSenha no Brasil faz setor financeiro entrar em alerta

Novo método de ataque, baseado em infecção de scripts Python e uso de plataforma Azure como Comando e Controle tem...
Security Report | Overview

95% das empresas têm problemas de segurança nas APIs, apura novo relatório

Relatório Salt Security State of API destaca ecossistemas de API em rápido crescimento, o aumento da atividade de ataques e...
Security Report | Overview

Laboratório de threat intel detecta roubo de credenciais em quase 800 empresas globais

O grupo Sophos X-Ops, focado em pesquisas no cenário cibercriminoso internacional, detectou uma nova campanha de comprometimento de credenciais válidas...