INTERPOL forma parceria para evoluir capacitação dos agentes em Cibersegurança

Dando continuidade a parceria existente desde 2019, a empresa de Security Kaspersky capacita os colaboradores da organização internacional em engenharia reversa e resposta a incidentes

Compartilhar:

Os especialistas da Kaspersky capacitaram agentes da INTERPOL por meio do Kaspersky Expert Training e revelaram estratégias avançadas de detecção e mitigação de ameaças para os especialistas de cibersegurança da agência. De setembro a dezembro de 2023, os agentes da INTERPOL receberam formação em engenharia reversa, engenharia reversa de malware direcionado e resposta a incidentes no windows, oferecida como parte do acordo de cooperação assinado em 2019 entre a Kaspersky e a INTERPOL.

 

Os cursos online foram acompanhados por sessões de perguntas e respostas, conduzidas por especialistas do GReAT e do GERT, e incluíram formação no Laboratório Virtual da Kaspersky – ambiente online e seguro criado especificamente para melhorar as competências práticas. O curso de Engenharia Reversa de Malware Direcionado foi o mais popular entre os oficiais da INTERPOL. Como parte dessa formação, os profissionais aprenderam a analisar malware na prática, realizar engenharia reversa de documentos, além de fazer explorações maliciosas e a dominar funcionalidades avançadas de ferramentas dessa prática.​

 

Durante o “Engenharia Reversa 101”, os participantes se concentraram nas noções básicas das linguagens “assembly” e “Go”, bem como na forma de efetuar a engenharia inversa de programas escritos em linguagem C++ e analisar uma cadeia de infecção completa. Já o curso de “Resposta a Incidentes do Windows” ensinou aos peritos da INTERPOL como detectar e responder a um incidente, a analisar os dispositivos das vítimas e a compreender diferentes técnicas de ataque, incluindo a distinção entre as Ameaças Persistentes Avançadas (APT) e outras ameaças existentes.

 

“Quando se trata de lutar contra o cibercrime, é importante que os setores público e privado colaborem em sinergia, garantindo uma troca constante de informações e conhecimentos sobre as ameaças. A Kaspersky está na vanguarda do combate às ciberameaças e, graças à sua telemetria global, toma conhecimento das novas ameaças, desenvolvendo prontamente os instrumentos e as abordagens certas para responder às ameaças e mitigá-las”, afirma Yuliya Shlychkova, vice-presidente de Public Affairs da Kaspersky.

 

“Acreditamos no poder existente em dividir conhecimentos e em colaborar: ao publicarmos a nossa investigação sobre ciberameaças, compartilharmos dados e realizarmos sessões de formação, juntamente com os nossos parceiros, pretendemos criar um mundo mais ciberresiliente”, completa.

 

“O envolvimento em programas de formação com a Kaspersky proporciona oportunidades que melhoram substancialmente as capacidades dos países membros para investigar o cibercrime. Os cursos extensivos fornecidos ajudam a equipar ainda mais quem aplicam as leis com competências essenciais para analisar e mitigar as ciberameaças. Esta parceria realça mais uma vez a importância da colaboração entre a aplicação da lei e o setor privado”, destaca Craig Jones, Diretor de Cibercrime da INTERPOL. ‏ ‏​‍

 

Os investigadores da Kaspersky têm disponibilizado formação aos agentes da autoridade da INTERPOL desde 2019, e realizou mais de 10 eventos de formação em cibersegurança – que continuarão em 2024.

 

O Kaspersky Expert Training é utilizado por inúmeras organizações e instituições acadêmicas com o objetivo de melhorar as suas competências na luta contra cibercriminosos. Desde o início deste programa de formação online, os especialistas da Kaspersky treinaram mais de 2.000 especialistas de 50 países em todo o mundo. São 10 cursos educativos diferentes que compartilham conhecimentos e ideias sobre táticas e estratégias avançadas em Engenharia Inversa, Threat Hunting, Resposta a Incidentes e muito mais – cada um dividido pelo nível de experiência dos alunos em questão.

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Itaú Unibanco lança campanha nacional de Marketing sobre Segurança e fraudes

Filmes serão exibidos na programação da TV Globo; campanha faz parte da estratégia para posicionamento do Itaú como banco referência...
Security Report | Overview

Brasil é uma das principais origens de ataques de DoS, aponta levantamento

Relatório da ISH Tecnologia também apresenta tentativas de logins mais usadas por criminosos, entre outros dados
Security Report | Overview

27% dos ataques cibernéticos na América Latina miram infraestrutura crítica

Pesquisa da Kaspersky também revela problemas no setor de transporte e manufatura
Security Report | Overview

Paris 2024: pesquisa revela que os Jogos estão em alto risco de ciberataques

De acordo com a Unit 42, os ciberataques são as principais ameaças ao evento esportivo mais importante do ano, com...