Empresas devem investir em Segurança da Informação em favor do cliente

Organizações como a Concentrix, prezam pela segurança dos clientes e investem consistentemente em certificações e tecnologias que, além de evitar ataques em suas estruturas, garantem proteção de dados

Compartilhar:

Atualmente, as organizações buscam cada vez mais dar passos maiores em relação à transformação digital, visando qualidade e agilidade nos processos, além de vantagem competitiva. Mas essa é uma questão que impulsiona também o crescimento de ataques hackers. Um estudo realizado em 2022 pela FortiGuard Labs aponta que o Brasil foi o segundo país mais atingido da América Latina, com 103 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos, um aumento de 16% com relação a 2021.  Com isso, cresce também a preocupação e o investimento com a segurança da informação.


Compromisso com Segurança da Informação 

Para garantir um ambiente de trabalho seguro, a Concentrix tem investido consistentemente em Cibersegurança, com o objetivo principal de evitar fraudes e ataques cibernéticos, protegendo assim os dados de clientes e consumidores. A empresa possui um sistema de gestão estruturado e adotada práticas padrões da indústria como NIST, ISO 27001, 27032,  22301, 22320, PCI DSS e imperativos regulatórios da LGPD.



A organização possui um Centro de Operações de Segurança (SOC) próprio, chamado Centro de Operações de Defesa Cibernética (CDOC). Além disso, nos últimos anos a Concentrix investiu ainda mais em tecnologias que suportam programas de segurança, com foco em segurança de EndPoints, Threat Intelligence, scanners de segurança de aplicativos, gerenciamento de risco da cadeia de suprimentos, programas de garantia independente, aquisição de habilidades certas etc. Reforçando seu compromisso com essas questões, para os anos seguintes, a empresa visa investir ainda em iniciativas para Data Log, Data Lake e Adversary Emulations.  
 

“A Concentrix continua amadurecendo continuamente suas capacidades e resiliência, e fortalecendo suas bases de conhecimento sobre ameaças orientadas a dados. Tudo isso é apoiado por uma equipe qualificada de mais de 350 pessoas espalhadas globalmente, que fornece toda expertise necessárias para áreas críticas”, comenta Luiz Flaviano Santos, vice-presidente de vendas América Latina.  

“Atendemos hoje mais de 130 clientes da Fortune Global 500, e 125 da nova economia, com isso temos a grande responsabilidade de nos manter seguros e resistentes para que os negócios continuem se movendo e garantindo que os clientes finais obtenham a experiência de qualidade que desejam. Portanto, a Concentrix faz investimentos significativos, não apenas na aquisição das tecnologias, mas nas habilidades certas, com a segurança como ponto de discussão chave na liderança executiva e na agenda dos Conselhos”, finaliza o executivo. 


Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Itaú Unibanco lança campanha nacional de Marketing sobre Segurança e fraudes

Filmes serão exibidos na programação da TV Globo; campanha faz parte da estratégia para posicionamento do Itaú como banco referência...
Security Report | Overview

Brasil é uma das principais origens de ataques de DoS, aponta levantamento

Relatório da ISH Tecnologia também apresenta tentativas de logins mais usadas por criminosos, entre outros dados
Security Report | Overview

27% dos ataques cibernéticos na América Latina miram infraestrutura crítica

Pesquisa da Kaspersky também revela problemas no setor de transporte e manufatura
Security Report | Overview

Paris 2024: pesquisa revela que os Jogos estão em alto risco de ciberataques

De acordo com a Unit 42, os ciberataques são as principais ameaças ao evento esportivo mais importante do ano, com...