[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Dispositivos IoT desprotegidos são portas abertas para hackers

Cerca de 1 em cada 5 pessoas não adota nenhuma medida de segurança em gadgets conectados, os quais são utilizados para promover ataques de negação de serviço por cibercriminosos

Compartilhar:

Uma pesquisa global da Norton revelou que 62% dos usuários de dispositivos conectados acredita que os gadgets já vem com segurança de fábrica – número alarmante considerando que os cibercriminosos utilizam estes aparelhos para realizar grandes ataques em diversos países. O mais preocupante é a quantidade de pessoas que não adotam nenhuma medida de segurança, como senhas: 1 a cada 5.

 

A maioria desses dispositivos é utilizada para ataques de DDoS (Ataque de Negação de Serviço). Nos EUA, por exemplo, já derrubaram metade da internet, e na Alemanha, deixaram quase um milhão de usuários sem internet. “A maioria das pessoas acredita que esses aparelhos ainda não são populares o suficiente para serem visados por hackers, mas os criminosos já os utilizam para causar danos muito maiores do que um simples roubo de identidade. Os aparelhos desprotegidos estão sendo utilizados para criar uma rede e derrubar servidores, e prejudicam muitas pessoas. A tendência é que os ataques a estes dispositivos aumentem nos próximos anos, mas já é uma realidade“, afirma Nelson Barbosa, engenheiro de segurança da Norton.

 

Ainda de acordo com Barbosa, muitos dos dispositivos que foram infectados não tinham nenhuma proteção ou continuavam com a senha padrão do fabricante.

 

Para proteger os dispositivos de invasões, a Norton recomenda os seguintes cuidados:

 

  • Use soluções de segurança confiáveis em seus dispositivos móveis. O Norton Mobile Security analisa os aplicativos para Android e identifica possíveis vulnerabilidades antes de fazer o download.

 

  • Somente faça o download de aplicativos em lojas oficiais como a Google Play Store ou a App Store.

 

  • Preste atenção nas configurações de seus aplicativos. Tenha cuidado com aplicativos que solicitam a desativação de configurações que o protegem contra a instalação de aplicativos não seguros. Isso torna seu dispositivo mais vulnerável e expostos a ataques.

 

  • Mantenha seus dispositivos atualizados. Certifique-se de instalar as atualizações mais recentes assim que disponibilizadas pelo fabricante. Essa medida é indicada não só para celulares e tablets, mas também para roteadores, Smart TVs e qualquer dispositivo conectado.

 

  • Defina senhas fortes com números, letras maiúsculas e minúsculas e vários símbolos. É importante estabelecer senhas diferentes para cada dispositivo e conta.

 

  • Proteja a comunicação compartilhada entre seu dispositivo e a rede usando a comunicação criptografada em seu Wi-Fi doméstico (como WPA2).

 

Conteúdos Relacionados

Security Report | Mercado

Hotéis na mira do vazamento de dados

Pesquisa da Symantec revela que sites podem vazar suas informações de reserva, permitindo que outras pessoas vejam os dados pessoais...
Security Report | Mercado

Tendências de segurança em Sistemas de Controle Industriais

Análise categoriza e classifica os riscos mais recorrentes após observação empírica; menos um terço dos riscos críticos e de alta...
Security Report | Mercado

Minsait amplia oferta de inteligência e segurança de redes com a Allot

Aliança entre as empresas tem como foco suprir a demanda do mercado de telecom brasileiro por dados analíticos com foco...
Security Report | Mercado

Boldon James lança solução de classificação de dados

OWA Classifier estende o suporte de classificação de dados do Outlook para o Microsoft Office 365