ChatGPT: a mais nova ferramenta dos golpistas

Nova tecnologia de chatbot entrou no centro das discussões sobre aplicações para a Inteligência Artificial, inclusive no âmbito da Segurança de dados

Compartilhar:

ChatGPT: O chatbot favorito de todos está subindo vertiginosamente em fama. Na verdade, as “obras-primas” do conteúdo gerado por Inteligência Artificial (IA) estão impressionando tecnólogos em todo o mundo. Embora a tecnologia ainda tenha alguns problemas que precisam ser resolvidos, o ChatGPT é quase capaz de rivalizar com escritores profissionais humanos.

 

No entanto, como acontece com a maioria das coisas boas, os malfeitores estão usando a tecnologia para seus próprios ganhos. Os cibercriminosos estão explorando os vários usos do chatbot de IA para induzir as pessoas a desistir de sua privacidade e dinheiro. Aqui estão alguns dos últimos usos desagradáveis de geradores de texto de Inteligência Artificial e dicas de como se proteger contra esses danos.

 

Aplicativos maliciosos do ChatGPT

Além de alunos e profissionais utilizando o ChatGPT para conclusão de tarefas, golpistas e cibercriminosos estão usando o programa para suas próprias tarefas desonestas. Aqui estão alguns dos usos nefastos do gerador de texto em Inteligência Artificial:

Malware. O malware geralmente tem um ciclo de vida muito curto: um cibercriminoso cria, infecta alguns dispositivos e, em seguida, os sistemas operacionais enviam uma atualização que protege os dispositivos desse malware específico. Além disso, sites de tecnologia alertam sobre ameaças emergentes de malware.

 

Uma vez que o público e os especialistas em segurança cibernética estejam cientes de uma ameaça, a potência da ameaça é rapidamente anulada. O Chat GPT, no entanto, é capaz de escrever códigos maliciosos. Especificamente, a IA poderia ser usada para escrever malware polimórfico, que é um tipo de programa que evolui constantemente, dificultando a detecção e consequentemente a defesa.

 

Além disso, os criminosos podem recorrer ao ChatGPT para escrever montanhas de códigos maliciosos. Enquanto um humano teria que fazer uma pausa para comer e dormir, a Inteligência Artificial pode fazer isso de forma ininterrupta. Cibercriminosos poderiam transformar uma operação de malware em uma máquina de crime digital de 24 horas.

Perfis de namoro falsos. Catfish, ou pessoas que criam personas online falsas para atrair outras pessoas para relacionamentos, estão começando a usar IA para golpes. Como os criadores de malware, os golpistas em romance agora podem fazer o mesmo para acelerar criações simultâneas de perfis. O ChatGPT é capaz de alterar o tom das mensagens, um suporte para os criminosos. Isso pode resultar em declarações de amor que podem convencer alguém a renunciar informações de identificação pessoal para transferências de dinheiro.

Phishing. Os phishers, geralmente conhecidos por gramática e ortografia ruins, estão melhorando a qualidade de suas mensagens com IA. O ChatGPT também entende comandos de tom, para que os phishers possam aumentar o caráter de urgência nas mensagens, que exigem pagamento imediato ou respostas com senhas.

Como evitar golpes do gerador de texto

A melhor maneira de evitar ser enganado por texto gerado por Inteligência Artificial é estar em alerta máximo e examinar minuciosamente todos os textos, e-mails ou mensagens diretas que você recebe de estranhos. Existem alguns sinais indicadores de uma mensagem escrita por IA – frases curtas e reutilização de palavras.

 

Além disso, a Inteligência Artificial pode criar conteúdo que diz muito, sem formar opinião. No caso de golpes em relacionamentos amorosos, se a pessoa com quem você está se comunicando se recusar a abrir a câmera ou se encontrar pessoalmente, já considere como um sinal de alerta.

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Itaú Unibanco lança campanha nacional de Marketing sobre Segurança e fraudes

Filmes serão exibidos na programação da TV Globo; campanha faz parte da estratégia para posicionamento do Itaú como banco referência...
Security Report | Overview

Brasil é uma das principais origens de ataques de DoS, aponta levantamento

Relatório da ISH Tecnologia também apresenta tentativas de logins mais usadas por criminosos, entre outros dados
Security Report | Overview

27% dos ataques cibernéticos na América Latina miram infraestrutura crítica

Pesquisa da Kaspersky também revela problemas no setor de transporte e manufatura
Security Report | Overview

Paris 2024: pesquisa revela que os Jogos estão em alto risco de ciberataques

De acordo com a Unit 42, os ciberataques são as principais ameaças ao evento esportivo mais importante do ano, com...