[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Castelo Alimentos amplia SI e implanta firewall UTM

Companhia adotou ferramentas para bloquear conexões e se proteger contra ataques originados em outros países além de reduzir consumo de banda em 30%

Compartilhar:

Uma das mais tradicionais indústrias de temperos e conservas do País, com mais de 110 anos de existência, a Castelo Alimentos adotou tecnologia da BluePex para garantir a segurança de sua rede corporativa e obter ganhos de eficiência em sua infraestrutura de TI.

Cliente da BluePex desde 2001, a Castelo Alimentos ampliou recentemente sua infraestrutura de segurança com a implementação de um firewall Ultimate Threat Management (UTM) e também de uma solução antispam.

Para Antonio Menegatti Junior, consultor e responsável pela área de TI da Castelo, o investimento em uma estrutura mais robusta foi necessário para dar suporte ao crescimento do negócio. Além de atender o mercado de vinagres, a Castelo ampliou seu portfólio de produtos com outros temperos e conservas.

“Hoje, qualquer indústria depende de uma conexão eficiente para realizar os procedimentos exigidos pela legislação, como validação de notas fiscais e transmissão de SPED. Precisávamos ter a segurança de que estes documentos estão sendo enviados e recebidos, além de não correr riscos em relação às informações”, afirma.

Junior ressalta que a implementação do UTM da BluePex foi fundamental para que a empresa pudesse se defender de uma série de tentativa de ataques, provenientes de outros países, ao servidor de e-mails da empresa. “Detectamos tentativas de ataques provenientes de países da África e do Oriente Médio, além da China. Como não temos negócios com estes países, conseguimos, por meio de um recurso do UTM, bloquear qualquer acesso proveniente destas regiões e ficamos livres do problema”, explica.

Além de garantir a segurança de sua rede, a Castelo também vem contando com o recurso Webfilter do firewall UTM para obter um uso mais racional de seu link de internet por parte dos cerca de 100 usuários. “Em determinados momentos, notávamos que a internet estava lenta, mas não conseguíamos identificar o que estava acontecendo na rede. Percebemos que muitos usuários assistiam a vídeos no YouTube e ouviam músicas pela internet, o que resultava em consumo de banda”, lembra.

Para atacar o problema, a Castelo acionou o Webfilter para controlar o uso da internet por parte dos usuários, garantindo acesso a recursos de alto consumo de banda, como plataformas de vídeo e redes sociais, apenas àqueles que dependem de tais serviços para realizar seu trabalho. “Com essa medida, o consumo de nossa banda de internet caiu em torno de 30%”, diz o consultor de TI.

Antonio Mennegatti Junior destaca, ainda, a qualidade do serviço prestado pela BluePex nos últimos 15 anos. “É uma parceria de longa data. Temos muita segurança na ferramenta e na equipe que nos atende na BluePex. Todas as vezes que precisamos, somos atendidos na hora, de forma muito pontual e rápida”, completa.

Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

Ciberameaças às nuvens públicas crescem 93% em 2024, aponta relatório

Malware (41%), phishing (36%) e ransomware (32%) foram os que mais cresceram, atingindo principalmente ativos e armazenamento em Nuvem...
Security Report | Overview

Brasil é segundo maior alvo de novo malware contra carteiras digitais

Kaspersky já bloqueou mais de 100 vezes o novo ScarletStealer no Brasil em 2024, também conhecido como “CryptoSwap” por outros...
Security Report | Overview

Qual é a melhor estratégia de defesa cibernética para PMEs?

As pequenas e médias empresas estão se consolidando crescentemente como um dos alvos preferidos do cibercrime, pela facilidade e pelos...
Security Report | Overview

Era da desconfiança: como Zero Trust e Privileged Access Management bloqueiam ações criminosas?

Apesar de haver uma sensação de cuidado e Segurança com o controle de acesso, pesquisas mostram que apenas 20% das...