[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Black Friday: Varejistas ampliam Segurança física e cibernética na distribuição

Esta data especial de consumo requer dedicação máxima dos gestores na oferta experiências omnichannel em sinergia com a proteção das pessoas e do patrimônio, bem como cibersegurnça e privacidade de seus dados

Compartilhar:


 

A Black Friday tornou-se uma das datas mais importantes do comércio brasileiro, movimentando um gigantesco volume de pessoas e bens, o que apresenta desafios significativos. Sua preparação inicia-se semanas antes, pois envolve não apenas as lojas físicas e online – demandando cuidados específicos para proteção física e digital – mas também exige atenção em todo o processo de armazenamento e logística, abrangendo fabricantes, atacadistas e lojistas.
 

Com o crescimento anual do e-commerce, os consumidores podem agora pesquisar on-line e comprar na loja física ou vice-versa, o que requer agilidade, excelência de atendimento e eficiência na oferta e na entrega em múltiplos canais (websites, WhatsApp, telefone, espaços físicos etc).



“É um cenário bastante desafiador, porque os varejistas necessitam conhecer e entender seus clientes, além de integrar lojas físicas e on-line, de forma inteligente e segura, estando atentos às movimentações dos consumidores nos espaços e ao melhor posicionamento das promoções. Além disso, têm de procurar reduzir filas e prevenir roubos e perdas, simultaneamente garantindo cibersegurança no comércio eletrônico”, afirma José Rodrigues da Silva Neto, gerente de Vendas para verticais de Varejo e Finanças.



Com o objetivo de ajudar a superar este desafio, a Genetec tem reforçado junto aos seus clientes do setor varejista a necessidade de atualização constante das soluções de segurança e inteligência de negócios a fim de garantir experiências mais eficazes e interessantes aos clientes, bem como uma logística mais assertiva para cumprir os prazos acordados de entrega, seja em suas residências ou nas lojas físicas, com a qualidade esperada pelos consumidores. 
 

“Este ano, assim como em 2022, os consumidores tendem a intensificar às compras de eletrodomésticos, eletrônicos, smartphones, cosméticos e brinquedos, entre outros produtos, e os volumes de vendas devem superar os atingidos no último período em função das promoções e dos cashbacks oferecidos pelo mercado”, acredita Rodrigues Neto.



Segundo ele, diante deste contexto, a tecnologia é uma grande parceira, pois pode ajudar o setor a garantir a segurança de clientes, colaboradores e parceiros (fisicamente) e a sua própria segurança patrimonial. O primeiro passo para isto é as empresas avaliarem se estão ou não bem preparadas em termos de segurança física. “Essa avaliação é válida tanto para a Black Friday, como para as próximas datas comemorativas importantes para o comércio”, destaca o executivo.

Segurança e experiência mais satisfatória para os consumidores

Se um varejista, seja ele de rua ou de shopping, já possui um sistema de segurança implementado, é essencial que este revise e busque maneiras de aprimorá-lo. Contudo, para aqueles que ainda não realizaram preparações nesse sentido, é recomendável buscar consultoria para identificar o mínimo necessário a ser feito, além de compreender como a tecnologia pode ser um suporte fundamental nesse processo.

A ferramenta de inteligência de negócios fornecida pela Genetec desempenha um papel crucial na manutenção do distanciamento adequado entre os clientes nas filas, permitindo também a medição do tempo de espera. Isso oferece aos gestores a oportunidade de tomar medidas para reduzir as filas e otimizar o atendimento.



Além disso, essa ferramenta possibilita o controle do fluxo interno, permitindo a identificação de áreas ou prateleiras que despertam maior interesse dos consumidores, avaliando a disposição e organização dos produtos de maneira atrativa. Atualmente, é viável monitorar e controlar sistemas de Internet das Coisas (IoT) para garantir a adequada iluminação e temperatura dentro do estabelecimento.



Um aspecto crítico é a prevenção de furtos. É fundamental que os clientes se sintam seguros enquanto realizam suas compras, sabendo que o estabelecimento está atento à segurança dos seus bens.
 

Processo logístico e de vendas mais seguro 

Todo período de maior movimento de vendas é mais crítico, especialmente nos centros de distribuição. O estoque e o controle de docas são pontos de atenção sempre, mas em especial em datas como essas. A tecnologia é aliada do varejista para evitar perdas internas e para otimizar processos, sendo um investimento, cujo retorno é garantido, pois significa mais acuracidade, ou seja, um melhor atendimento para o consumidor, seja no on-line ou na loja física. 



Um aspecto crucial é a prioridade para os varejistas na seleção de soluções que não só proporcionem segurança física e cibernética, mas também ofereçam inteligência aos negócios. Isso significa optar por tecnologias que gerem dados capazes de aprimorar a gestão global do negócio, resultando em eficiência operacional e economia. A incorporação de soluções de IoT, por exemplo, pode auxiliar no controle do consumo e na gestão da temperatura dos equipamentos, acelerando, assim, o retorno dos investimentos (ROI).



Conteúdos Relacionados

Security Report | Overview

ANPD é formalizada como coordenadora do Sistema Nacional de Inteligência Artificial

Como órgão de coordenação do SIA, a ANPD receberá novas atribuições. Caberá à Autarquia representar o Brasil perante organismos internacionais,...
Security Report | Overview

Nova ameaça do AllaSenha no Brasil faz setor financeiro entrar em alerta

Novo método de ataque, baseado em infecção de scripts Python e uso de plataforma Azure como Comando e Controle tem...
Security Report | Overview

95% das empresas têm problemas de segurança nas APIs, apura novo relatório

Relatório Salt Security State of API destaca ecossistemas de API em rápido crescimento, o aumento da atividade de ataques e...
Security Report | Overview

Laboratório de threat intel detecta roubo de credenciais em quase 800 empresas globais

O grupo Sophos X-Ops, focado em pesquisas no cenário cibercriminoso internacional, detectou uma nova campanha de comprometimento de credenciais válidas...