Após ataque cibernético, Universidade Federal do Delta do Parnaíba aciona Polícia Federal

Incidente causou a indisponibilidade no site. Em nota, universidade afirmou que não irá tolerar quaisquer ameaças e solicitou à PF uma investigação para a identificação do autor do crime, bem como a responsabilização

Compartilhar:

Nesta terça-feira (12), a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDpar) sofreu um ataque cibernético em seu site por volta do meio-dia, resultando na indisponibilidade por alguns minutos. Diante do ocorrido, a entidade acionou à Polícia Federal para a identificação do autor do crime. “Não vamos tolerar quaisquer ameaças que venham prejudicar a nossa instituição, comprometendo o desempenho e a integridade das nossas atividades”, diz o comunicado oficial. No momento, o site segue disponível e funcionando.

De acordo com o portal g1, em mensagem deixada na caixa de e-mail da instituição, o cibercriminoso identificado como Azael declarou que a motivação do ataque eram as supostas ocultações de informações relacionadas a assédio sexual feitas pela instituição.

“Gostaria de comunicar que a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (www.ufdpar.edu.br) enfrentará um ataque cibernético temporário em seus portais (ficarão offline) em virtude da identificação de um caso de ocultação de informações relacionadas a assédio sexual, conforme publicado pela CNN. Essa medida se faz necessária devido à grave situação envolvendo a ocultação dessas informações, pois a informação desempenha um papel fundamental na promoção de medidas eficazes para combater casos de assédio sexual dentro das escolas e universidades e garantir a proteção das vítimas. É por meio dela que se torna possível compreender a complexidade dessas situações, identificar padrões e estabelecer estratégias que visem à prevenção e à minimização dos danos causados às vítimas. O portal será derrubado por volta de 12h do dia 12/09/2023 (horário de Brasília)”, comenta Azael.

O cibercriminoso afirmou ainda que compartilhou essa informação com o intuito de esclarecer de forma transparente o verdadeiro motivo por trás do ataque cibernético. “Visando garantir que todos compreendam plenamente a situação em questão. Esperamos que isso não seja verdade. E se for, que a instituição e as autoridades tomem as providências”, completa.

Em outubro de 2022, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) também sofreu um ataque cibernético. Segundo informações divulgadas na ocasião, a equipe da Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação trabalhou para reverter o ato criminoso, além disso, não houve prejuízos para a instituição e comunidade universitária.

Já em julho do mesmo ano, o Centro Universitário FMU detectou um incidente envolvendo sua base de dados e que pode ter permitido a visualização não autorizada de informações pessoais. Em esclarecimento divulgado na época, a FMU ressaltou que foram adotadas providências para mitigar qualquer eventualidade.

A Security Report disponibiliza o comunicado da UFDPar na íntegra:

“A Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) vem a público informar que, mediante a ameaça de um ataque cibernético publicado em um portal de informações da cidade de Parnaíba/PI e sua posterior efetivação, solicitou à Polícia Federal, conforme Ofícios Nº 213/2023/GR/UFDPar e Nº 214/GR/UFDPar, a abertura de investigação para identificação do autor do crime à nossa universidade e sua devida responsabilização.

Não vamos tolerar quaisquer ameaças que venham prejudicar a nossa instituição, comprometendo o desempenho e a integridade das nossas atividades.

*Com informações do g1

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

Apagão Cibernético traz lição sobre vulnerabilidade da cadeia global

A crise desencadeada pela falha na atualização do ambiente CrowdStrike mostrou como a hiperdependência de sistemas digitais pode levar a...
Security Report | Destaques

Falha em ambiente CrowdStrike provoca apagão cibernético

Diversas organizações ao redor do mundo, incluindo Linhas Aéreas, Instituições financeiras e varejistas enfrentam uma pane geral em seus sistemas....
Security Report | Destaques

SESC MG aprimora estratégia de segurança cibernética

Em parceria com a Lumu Technologies, a instituição tinha como demanda melhorar as diretrizes de Cibersegurança, superando os desafios de...
Security Report | Destaques

Procon-SP abre investigação sobre vazamento de dados na Netshoes

Devido a um incidente cibernético contra seus sistemas internos, o e-commerce de artigos esportivos alertou o mercado na última quarta-feira...