Proteja-se durante a Black Friday

Expectativa de faturamento em torno de R$ 2 bilhões atrai cibercriminosos e consumidores devem tomar cuidado ao fazer compras online

Compartilhar:

Com a economia do país ainda em recuperação, o varejo do Brasil tem buscado impulsionar suas vendas ao longo de 2016 especialmente em datas importantes para o comércio. A próxima e também das mais esperadas é a Black Friday, que acontece hoje.

 

De acordo pesquisa da E-bit, empresa que pesquisa e-commerce no Brasil, a expectativa é de que os varejistas faturem R$ 2,1 bilhões na Black Friday de 2016, o que representa crescimento de 30% em comparação com a do ano passado. Se por um lado a maioria das lojas de e-commerce e os seus provedores de hospedagem estão protegidos com soluções contra roubo de dados e contra fraude nas transações, o mesmo não acontece com os consumidores. O consumidor brasileiro, na verdade, pode estar desprotegido em muitos momentos da sua navegação, desde o instante em que decide procurar na internet uma mercadoria do seu interesse, avisa Jan Zika, Líder de Ameaças Web da Avast.

 

Entre esse primeiro momento e a finalização de uma compra, segundo ele, muitas armadilhas estarão em seu caminho, à espera do clique em um simples link. “Todo ano vemos os cibercriminosos enviando mensagens com ‘ofertas especiais’. Essas ofertas ‘especiais’ ou que você ‘não pode perder’ são campanhas de phishing, planejadas para enganar as pessoas, levando-as a fazer compras em sites fraudulentos, para ali roubarem suas informações e seu dinheiro” avisa.

 

Os links são a porta de acesso mais utilizada pelos cibercriminosos para fisgar suas vítimas e obter delas suas identidades e credenciais de acesso a serviços financeiros, incluindo bancos e cartões de crédito: “É clicando num link que o consumidor pode contaminar o seu browser ou o seu dispositivo (seja ele PC ou dispositivo móvel), abrindo assim as portas para que os criminosos iniciem sua ação”. É sempre mais seguro digitar os endereços diretamente no browser e verificar se o cadeado verde do HTTPS está na barra de endereços do browser. Se você estiver na página do carrinho de compras, por exemplo, e não vir o cadeado verde do HTTPS, não digite dados pessoais nem informações financeiras”.

 

Muitas providências podem ser tomadas pelos consumidores para se protegerem na Black Friday e depois, mas estas são consideradas essenciais por Jan Zika:

 

Instale antivírus em todos os seus dispositivos. Para não cair em golpes como esses. Os consumidores precisam confirmar se têm antivírus instalados em todos os seus dispositivos, diz Zika: “O software de antivírus, como o Avast, detecta e bloqueia ataques de phishing antes que eles possam causar qualquer prejuízo.”

 

Use um navegador seguro. No caso do antivírus Avast, ele traz o browser SafeZone, que inclui o Modo Banco, proporcionando segurança adicional para transações de pagamento online”, ele acrescenta.

 

Use extensões de compras como o Avast SafePrice para encontrar as melhores ofertas, e também para ter certeza de que você estará visitando apenas sites confiáveis. O SafePrice é uma ferramenta que recomenda produtos sendo vendidos a preços mais baixos em sites confiáveis, enquanto o consumidor navega fazendo suas compras online, de modo que ele nunca perde o melhor negócio.

 

Mantenha um registro em papel de suas compras e guarde todos os recibos. Registre não só quanto você gasta, mas também no que você gastou, pagando com cartão de crédito quando possível. Se você notar na sua fatura compras que você não fez, entre em contato com a empresa de cartão de crédito imediatamente.

 

Ative a autenticação de dois fatores onde for possível. A autenticação de dois fatores exige que os usuários insiram um segundo código junto com seu nome de usuário e senha. Esse código é normalmente enviado para um número de celular ou endereço de e-mail associado à conta, e pode ser visto no dispositivo móvel. A autenticação de dois fatores também pode servir como um sistema de alerta, quando uma pessoa não autorizada estiver tentando entrar – nesse ocaso o usuário será avisado de que alguém tentou fazer logon nessa conta.

 

Atualize seu software regularmente. “Os atacantes muitas vezes exploram vulnerabilidades que podem ser encontradas em software desatualizado, e explorando o software desatualizado podem infectar seu dispositivo para roubar suas informações financeiras enquanto você faz compras online”, finaliza Zika.

 

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Mercado

Hotéis na mira do vazamento de dados

Pesquisa da Symantec revela que sites podem vazar suas informações de reserva, permitindo que outras pessoas vejam os dados pessoais...
Security Report | Mercado

Tendências de segurança em Sistemas de Controle Industriais

Análise categoriza e classifica os riscos mais recorrentes após observação empírica; menos um terço dos riscos críticos e de alta...
Security Report | Mercado

Minsait amplia oferta de inteligência e segurança de redes com a Allot

Aliança entre as empresas tem como foco suprir a demanda do mercado de telecom brasileiro por dados analíticos com foco...
Security Report | Mercado

Boldon James lança solução de classificação de dados

OWA Classifier estende o suporte de classificação de dados do Outlook para o Microsoft Office 365