OT registra crescimento no primeiro semestre de 2016

Receita do grupo aumentou 7,6%, alcançando € 546 milhões, e EBITDA subiu para 15,4%

Compartilhar:

A OT (Oberthur Technologies) anunciou o registro de um forte desempenho comercial e financeiro em todas as áreas para o primeiro semestre de 2016.

 

Receita do grupo em € 546,50 milhões, um aumento de 7,6% a taxas constantes, motivado por nossas empresas de FSI (Instituições de Serviços Financeiros) e CAI (Acesso à Cidadania e Identidade); aumento da margem bruta ano a ano, apesar do impacto cambial, +45 bps (+189 bps no segundo trimestre); EBITDA do Grupo continua a aumentar para 15,4%, um aumento de 4,4% (+ 13,3% no segundo trimestre).

 

Didier Lamouche, diretor executivo da OT, disse: “Nosso desempenho no primeiro semestre foi muito sólido, com melhoria da rentabilidade. Estamos particularmente satisfeitos com o crescimento muito forte da nossa receita, que demonstra que continuamos a superar o desempenho do setor e conquistar nossa participação no mercado. Também estamos muitos satisfeitos com a capacidade de resistência demonstrada por nosso setor de telecomunicações. Ganhamos contratos, especialmente nas áreas de pagamento móvel, Internet das Coisas e Identidade, comprovando que o aumento em nossos investimentos em P&D foi bem orientado. Após nossa mudança em dimensão em 2015, estamos bem adaptados para enfrentar os futuros desafios e oportunidades do mercado”.

 

Receitas

 

O faturamento consolidado do Grupo aumentou em € 40,4 milhões, ou 7,6%, passando de € 532,6 milhões no primeiro semestre de 2015 para € 573 milhões no mesmo período em 2016 (nas taxas de câmbio de 2015), excluindo-se um impacto cambial negativo de € 26,6 milhões. O aumento foi motivado principalmente por um aumento de € 21,1 milhões, ou 6,6%, na receita do segmento de instituições de serviços financeiros e, em menor medida, por um aumento de € 15,5 milhões, ou 18,3%, na receita do Grupo no segmento de mercados de dispositivos conectados e identidade. A receita no segmento de operadoras de redes móveis aumentou em € 3,8 milhões, ou 3%, em um ambiente altamente competitivo.

 

FSI – A receita do segmento de instituições de serviços financeiros foi de € 340,9 milhões, um aumento de 6,6% a taxas constantes. Todas as regiões estão crescendo rapidamente, com exceção da América do Norte, devido às correções de inventário e atrasos de migração dos bancos de Nível 3/4.

 

Entretanto, volumes significativos de migração ainda estão à nossa frente e há sinais prematuros de implementação de interface dupla, que visam melhorar a experiência do cliente. O crescimento do volume de serviços continua. O período também viu o lançamento da parceria da OT com a STET, a operadora de pagamentos de varejo para os mercados franceses e europeus, e com o Cartes Bancaires CB Group (GIE-CB), o órgão regulador do sistema de cartões de pagamento para a implantação de serviços de pagamento móvel para todos os bancos franceses.

 

MNO – A receita do segmento de operadores de redes móveis foi de € 132,1 milhões, um aumento de 3,0% a taxas constantes. Este crescimento foi motivado por um excelente desempenho na América Latina e América do Norte e por um aumento de produção da LTE em várias regiões (América Latina, América do Norte e Ásia). O período também viu o lançamento da parceria da OT com a AFSCM (Association Française du Sans Contact Mobile) para a implantação de serviços de NFC na França, com as três principais operadoras móveis, Bouygues Telecom, Orange e SFR.

 

CD&IM – A receita no segmento de mercados de dispositivos conectados e identidade ficou em € 100,1 milhões, um aumento de 18,3% a taxas constantes. Neste segmento, a receita das empresas de nossos CDM (fabricantes de dispositivos conectados) foi de € 40,2 milhões, incluindo a boa dinâmica nas áreas industrial e automotiva e uma desaceleração em placas de TVs digitais.

 

A receita de nosso setor CAI ficou em € 59,8 milhões, um crescimento orgânico de 12%, excluindo-se as operações extraordinárias, com a Europa permanecendo sólida, e a concretização de nosso contrato de fornecimento de passaportes para a República de Mali.

 

EBITDA

 

O EBITDA consolidado do Grupo aumentou de € 80,9 milhões, no primeiro semestre do ano de 2015, para € 84,4 milhões, no mesmo período em 2016, um aumento de 4,4%. A margem EBITDA consolidada do Grupo aumentou de 15,2%, no primeiro semestre de 2015, para 15,4%, no mesmo período em 2016. O aumento de € 3,5 milhões no EBITDA foi motivado por um aumento de € 5,5 milhões do segmento de instituições de serviços financeiros, que mais do que compensou a diminuição de € 1,4 milhões do segmento de operadoras de rede de telefonia móvel e uma diminuição € 0,5 milhões no segmento de mercados de dispositivos conectados e identidade.

 

Para manter a dinâmica do setor em todos os seus segmentos, especificamente no desenvolvimento de plataformas de gerenciamento remoto (para os espaços de Internet das Coisas e de pagamento móvel), introduzindo novos produtos, como o OT MOTIONCODETM no espaço de FSI e desenvolvendo uma plataforma atualizada LET OTA do 4G no espaço MNO, o Grupo continuou a expandir seus gastos brutos com pesquisa e desenvolvimento, que aumentaram de € 4,4 milhões, ou 19,3%, atingindo 5,0% da receita consolidada do Grupo. Depois de Seul e Lodz em 2015, o Grupo abriu dois novos centros de P&D na França, um em Pessac, para as nossas equipes de criptografia especializada, e outro em Sophia Antipolis, para a integração de nossas tecnologias de segurança nos espaços automotivo e de móveis.

 

Fluxo operacional de caixa livre

 

O fluxo de caixa livre de operações ficou em +€ 22,5 milhões no primeiro semestre de 2016, refletindo o efeito de sazonalidade na primeira metade, com um início baixo do ano, embora o segundo trimestre tenha sido bom em termos de geração de fluxo de caixa (atingindo 46% do EBITDA no segundo trimestre de 2016). A primeira metade de 2015 se beneficiou de um grande contrato.

 

Destaques

Colunas & Blogs

Conteúdos Relacionados

Security Report | Mercado

Hotéis na mira do vazamento de dados

Pesquisa da Symantec revela que sites podem vazar suas informações de reserva, permitindo que outras pessoas vejam os dados pessoais...
Security Report | Mercado

Tendências de segurança em Sistemas de Controle Industriais

Análise categoriza e classifica os riscos mais recorrentes após observação empírica; menos um terço dos riscos críticos e de alta...
Security Report | Mercado

Minsait amplia oferta de inteligência e segurança de redes com a Allot

Aliança entre as empresas tem como foco suprir a demanda do mercado de telecom brasileiro por dados analíticos com foco...
Security Report | Mercado

Boldon James lança solução de classificação de dados

OWA Classifier estende o suporte de classificação de dados do Outlook para o Microsoft Office 365