ALLOS eleva maturidade em Segurança Cibernética com jornada tecnológica

Em parceria com a NetSecurity, a administradora de shoppings conseguiu integrar e automatizar processos, proporcionando uma resposta eficaz a incidentes e criando um ambiente mais seguro e resiliente, além de impulsionar o crescimento do negócio. Case de Sucesso foi destaque na programação do Security Leaders Rio de Janeiro

Compartilhar:

A ALLOS, uma das maiores administradoras de shoppings do Brasil, precisou superar alguns obstáculos envolvendo sua maturidade em relação à Segurança Cibernética. De acordo com Felipe Teixeira, Cybersecurity Manager da ALLOS, existia uma preocupação de exposição conforme a companhia estava se expandindo e, em meio a esse processo, a Segurança da Informação sempre foi algo prioritário.

 

Para elevar essa maturidade em Cyber, a empresa contou com a parceria da NetSecurity nesta jornada. “Começamos a analisar todos os parceiros e ferramentas, observando custo e eficiência. O SOC foi um dos temas que a gente priorizou por conta da preocupação diante da grande exposição que a marca iria passar e escolhemos a NetSecurity que já atuava no grupo anteriormente. Era um parceiro que sempre esteve muito próximo e conseguimos ter um serviço que pudesse olhar para todo o ambiente”, explica Teixeira em apresentação durante a edição regional do Congresso Security Leaders Rio de Janeiro.

 

Segundo o executivo, a ALLOS possui mais de 500 shoppings que são monitorados pelo SOC (Security Operations Center) e que conta também com um serviço de MSS (Gestão de Ativos de Segurança) em todos os firewalls. Sendo possível, após a parceria com a NetSecurity, ter uma maior sinergia, aumento de performance e uma visão 360 de Segurança.

 

“A parte de MSS (Gestão de Ativos de Segurança), principalmente quando envolve resposta a incidentes, tem integração entre esses serviços, permitindo ganhar eficiência na atuação, não só do incidente, mas também na investigação, detecção e na retroalimentação que esses serviços se complementam. Ter essa visão 360 permite que a gente consiga promover uma entrega eficiente”, comenta Marília Cardoso, Sales Manager da NetSecurity.

 

Ainda de acordo com o executivo da ALLOS, o processo ainda segue em integração, enquanto a parte de Segurança foi a que mais avançou no início do processo. “Conseguimos garantir uma grande parceria de todos os lados e isso tudo em uma época de final do ano, período esse que para o ramo de Shopping Center é complicado, mas que precisávamos ter uma visão ampla do nosso ambiente”, completa.

 

Por fim, Teixeira celebra o sucesso da parceria e reforça alguns pontos essenciais antes de procurar parceiros no mercado. “É fundamental conversar com outros clientes, escutar e avaliar os cases. Analisar, principalmente, momentos difíceis como esse parceiro irá atuar em conjunto com você, no caso, de um incidente ou uma falha na operação. Conseguimos ser bem transparentes e parceiros, além de evoluirmos juntos. O segredo é um pouco disso”, finaliza.

Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

Pedro Nuno explora as vantagens do Outsourcing de SI em novo livro

O CISO da Valid fala com exclusividade à Security Report sobre o lançamento do seu livro, que traz uma análise...
Security Report | Destaques

ATUALIZADO: Linha do tempo destaca ataques mais recentes

Painel de incidentes foi atualizado com os casos envolvendo a Netshoes, a Usina Alta Mogiana, a ValeCard, a Metalfrio, a...
Security Report | Destaques

Apagão Cibernético: empresas estimam os impactos da crise

CrowdStrike e Microsoft detectaram ainda no fim de semana que ao menos 8,5 milhões de devices foram atingidos pela pane...
Security Report | Destaques

Apagão Cibernético traz lição sobre vulnerabilidade da cadeia global

A crise desencadeada pela falha na atualização do ambiente CrowdStrike mostrou como a hiperdependência de sistemas digitais pode levar a...