[bsa_pro_ad_space id=3 delay=8]

Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico sofre novo ataque cibernético

Em nota, a instituição confirmou incidente e ressaltou que os serviços ficaram temporariamente fora do ar como medida de precaução e estão sendo retomados gradativamente. Em pronunciamento, a Agência lamentou os transtornos causados. Último ataque cibernético ocorreu no dia 27 de setembro deste ano

Compartilhar:

Nesta quarta-feira (13), os sistemas da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) ficaram temporariamente fora do ar por conta de um ataque cibernético. De acordo com informações divulgadas pela comunicação da ANA, o Portal do Usuário de Recursos Hídricos, o Sistema Federal de Regulação de Usos (REGLA) e o Cadastro Nacional de Usuários de Recursos Hídricos (CNARH) estão indisponíveis e ainda sem previsão de retorno.

“Para os usuários que já fizeram seus pedidos de renovação de outorga no prazo de até 90 dias de antecedência, terão suas outorgas automaticamente prorrogadas enquanto não houver manifestação da ANA”, enfatizou a nota divulgada. A instituição ainda lamentou os transtornos causados pelo incidente e ressaltou que segue fazendo o possível para que os serviços possam retornar à normalidade.

Esse é o segundo incidente cibernético sofrido pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) em um período de dois meses. Em 27 de setembro deste ano, a ANA decidiu cortar a comunicação da instituição com ambiente externos e vice-versa para interromper um ataque de grandes proporções, o que deixou indisponíveis os sistemas para acesso e utilização. Ainda na ocasião, a segunda medida adotada foi realizar uma análise desses serviços.

Ainda na época, a Agência afirmou manter a interlocução com outros departamentos públicos com experiências passadas de incidentes cibernéticos, bem como instituições ligados à Cibersegurança do Estado brasileiro.

A Security Report disponibiliza o comunicado completa da ANA na íntegra:

“Em virtude do ataque cibernético ocorrido na instituição, alguns sistemas da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) ficaram temporariamente fora do ar como medida de precaução e estão sendo retomados gradativamente. Assim, o Portal do Usuário de Recursos Hídricos, o Sistema Federal de Regulação de Usos (REGLA) e o Cadastro Nacional de Usuários de Recursos Hídricos (CNARH) estão indisponíveis e ainda sem previsão de retorno.

Vale ressaltar que os pedidos de outorga só podem ser realizados pelos sistemas, portanto é necessário aguardar o seu retorno para enviar novos pedidos. Para acompanhar a atualização da situação, acesse  o site da ANA, em “Reestabelecimento dos sistemas”. Para os usuários que já fizeram seus pedidos de renovação de outorga no prazo de até 90 dias de antecedência, terão suas outorgas automaticamente prorrogadas enquanto não houver manifestação da ANA.

Já as outorgas com vencimento entre 26 de dezembro e 180 dias após o reestabelecimento do REGLA, terão sua validade prorrogada. Conforme Resolução ANA 170/2023, a validade dessas outorgas será alterada para a data que coincide com o retorno do sistema, acrescida de 180 dias.

A equipe da ANA lamenta os transtornos causados pelo ataque cibernético. A Agência está fazendo o possível para que os serviços possam retornar à normalidade o mais breve possível.”






Conteúdos Relacionados

Security Report | Destaques

Instituição cooperada do Sicoob sofre ataque hacker

A informação começou a circular nesta segunda-feira, após uma série de posts na rede social X acusarem o suposto vazamento...
Security Report | Destaques

Apostar em diversidade é uma resposta para o gap de talentos em Cyber?

A AWS organizou, durante os painéis do re:Inforce 2024, um painel de debates com nove líderes mulheres de Cibersegurança ativas...
Security Report | Destaques

ALLOS eleva maturidade em Segurança Cibernética com jornada tecnológica

Em parceria com a NetSecurity, a administradora de shoppings conseguiu integrar e automatizar processos, proporcionando uma resposta eficaz a incidentes...
Security Report | Destaques

Eneva aposta em assessment para construir uma infraestrutura de segurança resiliente

Em parceria com a Cisco, a empresa decidiu priorizar uma abordagem personalizada para construir uma infraestrutura sólida e robusta. Case...